João Peixoto e Sérgio Cabral (D)

Na prestação de contas que apresentou ao TRE-RJ, o Deputado Estadual João Peixoto (PSDC), além de se mostrar o mais econômico (gastou cerca de R$ 20 mil, menos que um golzinho), revelou que não gastou uma gota sequer de álcool, gasolina ou GNV para  ser reeleger.

Enquanto candidato, João Peixoto foi visto em inúmeros locais. E pela legislação atual até uma carona tem que ser contabilizada como ajuda de campanha. Omitindo ítem tão importante, quando o Ministério Público for examinar as contas e descobrir de Peixoto foi o único candidato a não gastar para se locomover,  vai querer saber como se faz essa magia.

A sonegação foi um tiro no próprio pé.

Anúncios