O jornalista Wanderley dos Reis morreu neste domingo (17/10) após ter sido baleado na perna na noite de sábado. Ele, que era dono do jornal Popular News, de Ibitinga-SP, levou o tiro dentro da Redação do veículo de comunicação. A polícia da região investiga o motivo do crime. No sábado, a sede do jornal foi invadida por três homens armados e um disparo rompeu a artéria femoral de Reis, que não resistiu ao ferimento, mesmo depois de ter passado por uma cirurgia na Santa Casa do município. A Polícia Civil informa que ainda não tem suspeitos pelo homicídio, mas que trabalha com duas hipóteses: motivação politica ou afetiva. Política Segundo a polícia, Reis era polêmico, e em seu jornal fazia matérias críticas e denunciava os problemas políticos da cidade. O delegado Carlos Alberto Ocon de Oliveira, responsável pela investigação, afirmou que vai analisar até se a morte foi sem intenção. “Vamos apurar, inclusive, se o tiro foi para matar ou só para assustar”, disse. O amigo do jornalista, Moisés Silva, que estava no local quando Reis foi baleado, será ouvido pela Polícia. Afetiva Outra linha da investigação acredita que o crime pode ter relação com o recente término de namoro entre Reis e um companheiro, que não teve a identidade revelada. De acordo com a polícia, Reis era procurado com frequência pelo ex-namorado para reatar o relacionamento.

Anúncios