ELEITOR TERÁ CONFIRMAÇÃO DE QUE FOI ENGANADO POR LULA/DILMA –

No vale tudo eleitoral, uma das principais manobras do presidente Lula foi deixar adormecido o projeto de lei 5940 (substitutivo do Senado ao Projeto de Lei 5938/2010), que previa a divisão dos royalties do petróleo da Bacia de Campos e outras mais com todos os municípios brasileiros.

Há nos estados de olho nos royalties quem não saiba a diferença entre uma plataforma de petróleo e a mula sem cabeça, botando fogo pelas ventas

Essa enganação gerou duas fabulosas  fontes de votos: uma para eleger Dilma Rousseff presidente da república e reeleger os autores da proposta; outra para enganar os eleitores das cidades ameaçadas de perder a maior parte do que arrecadam com os royalties do petróleo, mandando dizer que a Emenda Ibsen Pinheiro não vingaria mesmo tendo vingado nas duas casas do Congresso.

A candidata Dilma chegou a ser blindada pela imprensa, especialmente as redes cariocas  Globo e Record, que jamais arrancaram dela uma posição a respeito, se era contra ou a favor da nova divisão. E assim, blindada dos pés à cabeça, Dilma foi a mais votada no Rio de Janeiro, onde estava prometido que nada mudaria (mesmo tendo mudado), e também nos estados que não sabem sequer a cor do petróleo, aos quais estava assegurada uma boa fatia da arrecadação.

Como o eleitor se deixou enganar tanto assim?

Explico: a preguiça de raciocinar. Ora, estava evidente que alguém não seria beneficiado, que uma brutal mentira estava sendo arquitetada. Foi a mentira mais clara, cristalina que se viu. A maioria preferiu a mentira. E consagraram essa enganação. Agora, um dos lados vai perder. Seja qual for a decisão,alguém ficará no prejuízo.  Passada a eleição, a verdade virá à tona.

Mentir assim é um desserviço para a democracia.

Bem feito para o eleitor.

Anúncios