– Paulistas querem o filé mighon –

Enquanto o Governador Sérgio Cabral dorme (é seguramente o político mais preguiçoso que o Rio já teve), São Paulo corre para abocanhar o filé mighon da Copa do Mundo, mesmo sem ter a certeza de que sediará jogos.

Semblante de Sérgio Cabral revela que está enfastiado

Aqui só se fala na candidatura da cidade para sediar o Centro de Imprensa. E, a julgar pela preguiça de Sérgio Cabral, Sampa nem precisará fazer o esforço dispendido até agora. E não é só isso: Sãso Paulo deve abocanhar o Congresso da Fifa, que movimentará 5 mil pessoas dias antes da bola rolar no mundial.

Morram de inveja os hoteleiros do Rio. Os congressistas da Fifa têm mais poder de fogo que os torcedores bagunceiros que irão ao  Rio(aliás, o evento é espalhado por várias capitais).

O Centro de Imprensa da Copa, estima-se, deverá abrigar outras 5 mil pessoas, profissionais de imprensa do Brasil e do mundo.

Estou em São Paulo  e causa-me profundo mal-estar essa mobilização do prefeito e governador (Kazab e Alkmin), pra baixo e pra cima. Até parecem dois famitos agarrados a um prato de comida, no caso, qual seja  abocanhar o mais possível para Sampa, inclusive a improvável construção de um estádio moderno até 2014.

Alkimin e Kassab, unidos contra o Rio

O  Rio não tem presença nesse setor, não se fala em projeto para concorrer à cidade-sede do congresso da Fifa e nem do Centro de Imprensa. Deve ser porque  muitos dos jornalistas mundo afora não estão na folha de pagamento de jabás e cala-boca do dorminhoco.

Já que não tem disposição para fazer nada e está sempre indicando o  Vice-Governador Pezão, também poderia mandar Pezão defender os interesses do Rio na Copa 2014.

Anúncios