Pelo computador, sem doenças, com quem quiser. Prazer ilimitado –

Os japoneses (tinha quer ser eles!!)  já inventaram o protótipo da máquina de fazer  sexo à distância. Primeiramente, estão fazendo testes com o “beijo de língua à distância”, que é o maior sucesso.

Propositadamente, utilizam um pequeno canudo (que é roliço tal e qual), que introduz na boca e faz os movimentos de um beijo de língua. Esses movimentos são interpretados por um computador  e enviados para um outro dispositivo idêntico, que reproduz as informações e que pode estar localizado a milhares de quilômetros de distância. A pessoa, do outro lado, com a boca no canudo, sentirá na língua os movimentos de um beijo de lingua.

O projeto é da empresa Kijamoto. Os técnicos reconhecem que um beijo é muito mais do que mexer a língua, falta o toque dos lábios etc. Sabendo disso, estão buscando uma outra utilidade para o aparelho, que significará o fim dos sexshop e consolos de borracha e silicone.

O projeto será incrementado para sexo à distância e seguro. Com a vantagem das pessoas poderem transar com quem quiser e não correr risco de contágios e nem de engravidar (pelo menos por enquanto). O método consistiria em, ao invés de colocar o canudo na boca, a pessoa colocar seu próprio pênis no recipiente de ida, fazendo os movimentos já por demais conhecidos.

Do outro lado, a parte passiva, aplicaria em sua genitária (ou outra parte) uma réplica do que é hoje um canudo, mas na forma de um pênis trambolhão de vários tamanhos e calibres. Longe dali, a outra parte tudo percebe e inicia o coito propriamente dito. Mais do que nunca a expressão “lavou tá novo” terá maior sentido. Assista ao video abaixo.

Como os  elementos de um beijo incluem gosto, respiração e até a umidade da língua, os cientistas estão mais perto de criar o sexo à distância.

Anúncios