Depois do goleiro Bruno (ex-Flamengo) admitir que foi seu  parceiro Macarrão  (Luiz Henriques) quem matou Elisa Samudio, até o advogado dele resolver abandonar o cliente, hoje (12/03) .

Até então, Bruno e Macarrão (na foto aparentando uma intimidade muito estranha)  alegavam não ter participação no sumiço de Elisa, que processa o goleiro numa ação de reconhecimento de paternidade. Seu e advogado admitiu que Macarrão matou-a.

Diante disso, o advogado de Macarrão, insatisfeito com as seguidas derrotas no sentido de libertar seu cliente da prisão, jogou a toalha, alegando “foro intimo”, declarando que deseja toda sorte a Macarrão.

Resta saber se Macarrão, para livrar a cara do amigo, vai assumir o crime e deixar o caminho livre para a libertação de Bruno.

Segundo o advogado, Macarrão é gay e acabou com a vida de Elisa por ciúmes doentios de Bruno. Tanto que até chegou a fazer uma tatuagem  relatand0 seu amor ao jogador do Mengão. Na cadeia, consta que ele clamava pelo nome do amante e foi “atendido” por outros presos.

Anúncios