“Mentiras, ofensas, enganação são coisas do passado. Eu jogo limpo” –

Pressionado por vereadores eleitos e suplentes, para que respondesse com violência os ataques de Rodrigo Neves, contra quem vai disputar o segundo turno, o pedetista Felipe Peixoto rejeitou os conselhos. Disse que vai ganhar mantendo o mesmo jeito limpo de fazer campanha.

Esses xingamentos, esse ódio, as mentiras e maldades fazem parte do passado que nós já deixamos para trás e queremos sepultar de vez. Agora é o futuro. Não é um recomeço, mas um novo tempo, de paz, de amor e união – disse.

Na platéia, todos pediam para Felipe não dar a outra face, mas ele maneava a cabeça, dizendo “vou dar sim, pois não quero ódio daqui pra lá. Deus me dá força para absorver esses ataques e ofensas, que não me fazem mal justamente porque eu sou do bem, eu represento um obstáculo  ao projeto político que o PT tem para Niterói”.

Vereador Magaldi, 13º mais votado, não se reelegeu e vai apoiar Felipe Peixoto acredita na vitória da honestidade contra o candidato do Mensalão

O Vereador Gallo lembrou que por muito pouco a administração do PT de Rodrigo Neves não quebrou a cidade, deixando uma dívida impagável só no setor de saúde, em torno de 170 milhões, além do pagamento atrasado do funcionalismo  e principais forncedores da Prefeiturta, cvomo a coleta de lixo. Rasparam o cofre, não deixaram uma prata. Isso é um fato e temos que mostrar à sociedade de Niterói o mal que o PT fez à cidade”, declarou.

Anúncios