CANDIDATO DO MENSALÃO INIU-SE COM TRAIDOR; AGORA SÓ FALTA FECHAR COM O DIABO

ADVERTENCIA DE SÉRGIO ZVEITER – Rodrigo Neves é veneno e pode até matar.

O candidato a prefeito do PT, Rodrigo Neves, deve estar cortando um dobrado  para explicar esse casamento dele com Sérgio Zveiter.

Eleito pelo PDT graças a Jorge Roberto Silveira, Sérgio Zveiter mais parece um rato fugido de navio. Até setembro de 2011, data em que se desligou do PDT, Zveiter tinha JR como ídolo e único senhor. De repente, traiu quem o ajudou se eleger e tentou tirar o dele da reta, criticando ferozmente um governo onde teve participação efetiva, qual seja: nada fez.

Em sua fúria (gente, o niteroiense rejeita esse tipo de temperamento!), além de atirar em Felipe Peixoto, fez pior com Rodrigo Neves. Chamou-o de genérico de Godofredo Pinto (esqueceu de incluir Jorge, atrás do qual vivia implorando um tostão de atenção).

Ser genérico do Godofredo é pior do que ter a mãe na zona e a filha garota de programa. Genérico do Godofredo ofende e prejudica, pois Godofredo é tudo  de  ruim, ficou quase sete anos no poder e deixou uma baita dívida para seu sucesso pagar.

Que Rodrigo Neves era o Primeiro-Ministro daquela catástrofe que foi o governo do PT de Godofredo ninguém tem dúvida. Mas lembrar essa relação fez estrago na campanha petista. E lá se foi Zveiter xingando Rodrigo Neves.

Mas Rodrigo Neves é antes de tudo um sem-vergonha, começou a namorar Zveiter na reta final, quando todas  as pesquisas indicavam que o Psol havia ultrapassado o candidato do PSD. Até  pesquisas eleitorais foram manipuladas para dar moral a Sérgio Zveiter e prejudicar o Psol.

O flerte virou casamento, com compromisso e tudo. Zveiter quer o Cartório da Dívida Ativa, que Jorge negou, quer apoio para sua reeleição, quer secretarias e tudo mais, talvez ser o Imediato (Primeiro-Ministronão dá, pois  será o ex-prefeito Godofredo Pinto)  caso Rodrigo seja eleito.

Ex-prefeito do PT, Godofredo Pinto quer voltar ao poder como Primeiro-Ministro de Rodrigo Neves

Como explicar esse casamento espúrio à população, que de antemão rejeitou Sérgio Zveiter nas urnas?

Não tem explicação e há coerência nisso. Agora, a boca do canhão de Sérgio Zveiter, que começou apontada para Rodrigo, vai se virar contra Felipe. Os poucos que votaram em Sérgio não vão aceitar ser massa de manobra, objeto de barganha. Sabem que apenas Sérgio Zveiter sairá lucrando com essa aliança e os eleitores ficarão chupando dedo.

Não custa imaginar o destino que os eleitores de Sérgio Zveiter darão aos seus votos…

Anúncios