(Comentário extraído do Jornal  Folha Oceanica)

Estou tentando descobrir onde reside o caos que o PT tanto alardeia em sua campanha.

Vejo a Prefeitura tentando abrir a área do Mergulhão para o trânsito e o PT não deixando. Trata-se de uma grande obra para “quem não fez nada”, como apregoa o candidato Rodrigo Neves.

Museu do Cinema está pronto

Igualmente, vejo a duplicação da Estrada Francisco  da Cruz Nunes, até o Monam, obstada pela Justiça e parada no Cantagalo à espera de um elevado ou remoção de moradias ; a duplicação da Estrada de Maria Paula e a construção de baias para ônibus na Alameda; a mão-única na Roberto Silveira e os corredores expressos para ônibus.

A obra está quase concluída

Que dizer da Policlínica do Largo  da Batalha, que mais parece um hospital? Magnifica obra, assim como a complementação do Caminho Niemayer, a contenção de encostas, ampliação das redes de galerias pluviais para minimizar os efeitos das chuvas.

Onde está o caos?

Posto do Médico de Família do Alarico, uma criação de Jorge Rodrto

Os serviços públicos funcionam normalmente, a coleta delixo é diária e constante, o Centro da cidade está sendo revitalizado. Claro que há transtornos, mas não se faz omelete sem quebrar os ovos.  Os salários do funcionalismo estão em dia (na administração do PT, servidores ficaram dois meses sem salários e sem décimo-terceiro), escolas e creches funcionam, não  falta merenda e o Médico de Família foi ampliado.

Estrada da Liminar (Francisco da Cruz Nunes), a cada metro uma sdecisão da justiça mandava parar

E Rodrigo Neves insiste que a cidade está um caos. Ficou mal  acostumado de tanto assistir a  administrações portentosas de Jorge Roberto  Silveira. Dessa vez, doente, Jorge teve que trocar várias vezes a cadeira de prefeito pela cama de um hospital. Rodrigo então, sem nenhum respeito à criatura humana,  faz a reengenharia do caos movido  por desenfreada sede de poder. É uma ganância ilimitada, mesmo  que isso ultrapasse os limites do ridículo.

Anúncios