Na gestão de Clafet,braço direito de Rodrigo Neves, desviava-se dinheiro do aluguel social

Foi preciso um delegado de polícia assumir a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos para se descobrir que mais de R$ 1 milhão 250m até o0 momento, foram desviados do aluguel social destinado a famílias pobres.

Uma vez confirmada a  eleição de Rodrigo Neves para prefeito de Niterói, a pasta que lhe “pertencia” há dois mandatos no governo de Sérgio Cabral, foi entregue ao deputado Zaqueu Teixeira, que substituiu o eminência parda de Rodrigo, Antonio Crafet Campos Silva, em dezembro de 2012.

wagner oliveira

Reunião de Conselho FIRJAN/CIRJ

Rodrigo Neves, ex-Secretário de Assistencia Social de Cabral e seu braço direito Crafet. à esquerda Wagner Oliveira, que desviou o aliguel social  era assessor de Rodrigo

Só então acabou o reinado de Wagner Oliveira da Silva, indicado por Rodrigo Neves  na época que foi o mandatário da pasta.  Não custou e o delegado descobriu que tratava de um patife, que desviava dinheiro dos que perderam tudo nas tragédias de Niterói e da Serra, que ceifaram mais vidas do que cinco boates Kiss em Santa Maria/RS

O delegado Zaqueu quer mais. Desconfia que a roubalheira é antiga, mas decerto será dissuadido a não mexer com o passado, pois não se falou mais no assunto.

Nem só de Zé Dirceu, Genoíno e outros marginais são as amizades de Rodrigo Neves. O servidor que desviou a verba do aluguel social para sua própria conta  era sempre visto na campanha do prefeito eleito em Niterói. Sem a certeza da impunidade que desfrutava na gestão de Rodrigo Neves e Crafet, a casa caiu para Wagner de Oliveira. Ele só conseguiu fazer uma transferência durante a gestão do delegado-deputado Zaqueu Teixeira, em  janeiro/2013,  até ser preso.

Anúncios