De novo??

Ninguém merece! Já assisti a esse filme…

Em 2007, a Juiza Denise Apolinário condenou o casal Garotinho à perda dos direitos políticos. Garotinho falou cobras e lagartos da magistrada e sua decisão (hoje, comprovado que ela não tinha razão, pois o casal foi eleito para diferentes cargos). Chegou a haver reação nacional (leia aqui  ) em destaque, como sempre, pelo Globo, jornal oficial anti-garotinho. Deu em nada.

casalAgora, mais uma decisão aparentemente absurda, ganha destaque no mesmo Globo e jornais satélites (os que querem assaltar os cofres da Prefeitura). Uma nota requentada, pois não há nenhum fato novo que a justificasse. Garotinho, inconformado com a propagação do que considera uma maldade contra ele, botou a boca no mundo e desmoralizou a setença ao mesmo tempo que recorria à instância superior, tal e qual fez com a Jui9za Denise Apolinário em 2007.

Ora, os juízes não são deuses inimputáveis. Suas decisões podem sim ser comentadas e os abusos denunciados. Esse é nosso papel, protegido pela Constituição.

Embora eu acredite que isso vai acabar em pizza, não deixo de dar razão a Garotinho, que a Globo tirou para Cristo.

PARA ENTENDER O CASO

Em 2010, o Juiz Federal Marcelo Tavares, na condição de substituto,  condenou Garotinho num processo por formação de quadrilha a dois anos e meio de prisão. Garotinho recorreu, alegando má-fé do juiz, que era de outra Vara Federal e deu a sentença em outra, euqnanto substituto, o que – segundo Garotinho e seus advogados – não é legal.

Garotinho foi para seu Blog e a Câmar5a e fez críticas ao juiz Marcelo Tavares, acusando-o de ter interesse em prejudica-lo para beneficiar o grupo político do governador Sérgio Cabral. Disse inclusive que um irmão do magistrado havia sido nomeado para cargo de confiança no governo de Cabral.

Inconformado, o juiz representou contra Garotinho e o Procurador Geral de Justiça encaminhou a representação ao Supremo. É o que existe. Nem mesmo processo existe contra Garotinho, mas o Globo adora mentir, tumultuar (tanto que trata o “crime” de formação de quadrilha como sendo “suposto”, apesar de haver a sentença).

Mas uma coisa me intrigou: A advogada do Juiz Marcelo Tavares,em  declarações ao Globo disse que o irmão do Juiz, nomeado por Sérgio Cabral, já havia sido nomeado antes por Garotinho e Rosinha…  Penso que Garotinho sabe o que diz e está na hora de explicar por que razão nomeou aquele rapaz, a pedido de quem? Não terá sido do próprio juiz?

Taí, to pagando pra ver…