AO APOSTAR NO “QUANTO PIOR, MELHOR” PSOL  É RESPONSÁVEL PELA ELEIÇÃO DE RODRIGO NEVES

Psol chupa a manga que plantou

PSOL de Niterói não tem moral para criticar Rodrigp Neves, pois ajudou a elegê-lo Prefeito da Cidade. 

Rodrigo Neves, que tanto criticam os vereadores do partido, foi eleito graças a eles.

A omissão do Psol no processo eleitoral também conta como apoio velado e explícito, em todos os sentidos, ao prefeito Rodrigo Neves, colega  de Paulo Eduardo e Renatinho por muito tempo no PT e depois na Câmara.

Agora, depois de ajudar a eleger Rodrigo Neves, o Psol  faz jogo de cena querendo instituir CPI para apurar o derretimento do Conjunto que na campanha era chamado de “Rodrigão”, no Fonseca, feito às pressas em ano eleitoral e que foi acompanhado  de perto por Rodrigo e o PT. Ministros aqui vieram anunciando que o “Rodrigão” era só o começo, que muitas coisas melhores iriam acontecer. Eleito prefeito, o que aconteceu foi o pior. Predios do conjunto precisam ser demolidos, pois ameaçam desabar uns sobre os outros. Pior ainda: serão recuperados pela mesma empreiteira irresponsável.

Deus, nos acuda!

Agora, vem o Psol posar de moço bom, de puritano, como se não tivesse contribuído para esse descalabro que atinge Niterói nos primeiros meses de governo de Rodrigo Neves.

“Se no caminho tá assim, quanto mais na festa…”, dizia Amaral Peixoto para se referir ao agravamento de situações.

Não se pode perder de vista que o Psol tem sim culpa no cartório. Ao pregar o voto nulo depois de saber que Rodrigo Neves havia conquistado o primeiro turno, o Psol quis ver o circo pegar. E agora está. E nas mangueiras de socorro o Partido traz é gasolina para tentar apagar.

O Psol brincou com seus eleitores e com Niterói, apenas para tirar proveito, pois sabia de antemão que Rodrigo era (e está sendo) o pior para Niterói.

O Psol não tem moral nenhuma para criticar Rodrigo,  a quem beneficiou. Sabedor do perigo que a eleição de Rodrigo Neves representava, poderia, no mínimo,  ter consideração pelo município, pelo seu povo que desde agora sofre e sofrerá muito mais.

Agora, o Psol, feito o ladrão de porcos da piada*, lava as mãos e finge não ter nada a ver com a situação.

* LADRÃO DE PORCOS – Certa vez, a polícia abordou um homem que vinha roubando porcos num lugarejo. Ante a aproximação, o ladrão enfiou o bacuri dentro da jaqueta. Ao ser abordado, sentiu-se ofendido e ultrajado em sua honra. Quando o policial apontou para sua roupa e perguntou o que havia ali, o homem, fazendo-se de desentendido,  começou a gritar.

– Meu Deus, é um porco, quem botou esse bicho aqui, socorro, tirem esse bicho daqui…

Anúncios