Os manifestantes não invadiram o Piranhão porque não quiseram.

É fácil dizer pela TV que são vandalos os manifestantes do Rio. Mas ninguém estuda por que um movimento tão pacífico de repente se transforma.

É que paciência tem limites!

Ora, se as TV insistem em dizer que é uma minoria quem faz baderna, então, porque não cobram a prisão dessa minoria? Por que não pegam os baderneiros e algemam? Por que não denunciam os excessos da repressão policial?

Parece claro. A Polícia  quer a baderna, quer gastar latas de gás lacrimogênio, balas de borracha e tudo mais, atirando em passageiros sentados em ônibus (meu filho salvou uma idosa ferida com bala de borracha na cara, que nem participava do movimento).

(foto da internet - Cavalos sob efeito de bombas, spray de pimenta e gás ficam perdidos

Foto da internet – Cavalos sob efeito de bombas, spray de pimenta e gás ficam perdidos

O despreparo policial é terrível. Querem  provas? Eu dou.

Concentraram na frente da Prefeitura da Cidade cães, cavalos  e a tropa de choque. Tivessem mesmo a intenção de invadir o “Piranhão” (como é conhecida a sede da Prefeitura daqui), teriam se aproveitado da zona que se formou devido à imperícia policial e isso a redes de TV não mostraram.

Atiçaram os cães e avançaram com cavalos contra os “baderneiros”. Só esqueceram de “avisar” aos animais irracionais que jogariam spray de pimenta e bombas de gás. Resultado, cães e cavalos ficaram aturdidos, perdidos, incapazes de cumprir ordens. Sofreram os animais. A reação foi óbvia. Animais descontrolados, em terrível sofrimento.

Ou os PM sacrificavam, sem  proveito algum,  seus cães e cavalos, ou eles sumiriam dali por conta própria. Vários cavalos empinaram, desordenados, derrubando suas montarias . O que se seguiu foram soldados aflitos tentando dominar os bichos.

Quisessem,  os baderneiros teriam invadido o Piranhão naquela hora. Então, não são tão baderneiros assim, pois também se preocuparam com os animais e recuaram, como disse um manifestante, para que a PM parasse de jogar bombas de gás e desse modo não aumentasse o sofrimento dos cavalos, principalmente.

Será que na nossa Policia ninguém sabe que cães e cavalos não suportam gás lacrimogenio e bombas? Que isso é demais para seus ouvidos sensíveis e narinas muito mais?