O especialista horas antes de cair de cara no teclado

O especialista horas antes de cair de cara no teclado

O especialista em informatica  Modem  Soquete da Silva Fonte, 25 anos.colaborador do portal G17,  morreu sobre o teclado do seu computador,  repetindo mensagem de “eu te amo, minha vida” sem parar por dias seguidos. O triste acontecimento afetou todos os computadores que estavam em contato pelo  whats app do  jovem. A prolongada repetição afetou os circuitos das máquinas, gerando uma reação em cadeia que prejudicou até as transmissões de provedores de acesso importantes em todo planeta.

Ele só foi encontrado depois que um amigo homossexual  que participava de videoconferência sobre a “Cura Gay pela internet” avisou a Polícia. Pelo adiantado  estado de decomposição do corpo, nu numa cadeira,  a policia suspeita que Modem estava morto há 3 dias.

O amigo tentava a cura gay pela internet

O amigo tentava a cura gay pela internet

A perícia de São Paulo apontou como causa da morte uma Síncope da Slots, que  ataca a bios das pessoas levando à morte. Trata-se de doença comum que afeta internautas. A máquina do editor indicava que ele usava o aplicativo whats app, ao qual milhares de pessoas estavam ligadas numa espécie de conferência. A policia vai utilizar o que sobrou do iphone do jornalista, acoplado ao laptop,  para saber se o japonês Miuze Nakhama, que morreu na China na explosão de um computador, também estava em conexão com o especialista no momento da tragédia. Essa descoberta pode abrir caminhão para o terrorismo à distância, estima o cientista americano  Slot . Viciado em computador, o especialista  do portal G17, foi encontrado morto, com a cabeça enfiada no teclado do laptop.

Essa matéria pode ser, sem maiores detalhes, no portal G17, de onde foi roubartilhada.