Archives for the month of: Maio, 2015

Deputado mensaeiro pode ter fugigo para o Caribe com a amante
Um morto muito vivo. O deputado mensaleiro, que também passeou pela Petrobrás, amealhando milhões de reais pode estar vivo, depois que seu suposto corpo baixou à sepultura há cinco anos. Até a viúva engrossou o coro dos acham que José Janene está vivo e curtindo a vida a doidado.

Um morto muito vivo (foto da internet)

Um morto muito vivo (foto da internet)

Uma vez morto e enterrado, ficou com toda culpa do mensalação e agora do Lavajato do PP.
Janene morreu do coração e o corpo mantido em caixão lacrado, mas ninguém viu o corpo, muito menos a viúva, que agora despertou suspeita também.
A CPI quer exumar o corpo (se é que ele existe) e fazer um exame de DNA para saber se Janene está ardeno no inverno ou num paraiso da América Central.
Anúncios

População  é induzida a ver culpa do suplente na morte do titular

Carlos Macedo, vítima de campanha  atroz (foto da net)

Carlos Macedo, vítima de campanha atroz (foto da net)

A imprensa está de novo sendo municiada com informações que visam atribuir ao vereador Carlos Macedo participação na morte do vereador-eleito Lucio do Nevada.

Do nada, um simples pedido para que ele vá a júri popular ganha destaque na imprensa, passando para o leitor a ideia que Macedo praticou mesmo o crime. A intenção de comprometer Carlos Macedo solta aos olhos, de modo que cria na opinião pública uma espécie de certeza de que foi ele o autor.

Eu me recuso a fazer esse jogo, contra Macedo ou qualquer pessoa.

Pouco importa que vá a júri popular ou singular (este mais severo até)m, cumpre-se que justiça seja feita e os culpados sejam exemplarmente punidos. Mas  não  existem provas contra Macedo, todos os envolvidos negam que ele tenha participado. Em tempos de delação premiada, custa a crer que  nenhum dos outros acusados queira abrir mão desse direito.

O processo caminha para um desfecho que vai contrariar a opinião pública, até aqui manipulada, induzida a acreditar que Carlos Macedo tem culpa no cartório.

Então, criam esse ambiente para desmoralizar a justiça, de que o crime  compensa e tudo mais para prejudicar Macedo.

Disse e repito: sabem por que não há provas de que Macedo matou ou mandou matar Lúcio do Nevada?  Simples: Não foi ele. Nem de longe.

CONTAS JÁ ESTAVAM APROVADAS PELA CÂMARA MUNICIPAL

De nada adiantou a Câmara de Niterói ter aprovado as contas do ex-Prefeito Godofredo Pinto.  O Tribunal de Contas do Estado – TCE, acabou por condenar Godofredo a devolver  quase 450 mil reais aos cofres públicos. Eis o teor fs nota divulgada no site do TCE-RJ.

O ex-prefeito de Niterói Godofredo Saturnino da Silva Pinto terá que devolver aos cofres da cidade, com recursos próprios, R$ 455.340,29 (167.904,53 Ufir-RJ), além de pagar multa, também do próprio bolso, no valor de R$ 8.135,70 (3 mil Ufir-RJ), conforme decisão tomada nesta quinta-feira (14/5) pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ). A imputação de débito e a multa são decorrentes da prática de ato antieconômico em convênio assinado entre a Prefeitura de Niterói e a Associação de Moradores e Amigos do Cantagalo e Parque da Colina, em 27 de janeiro de 2005, referente ao Programa Saúde da Família. O processo foi relatado pelo conselheiro José Maurício de Lima Nolasco, que teve o voto aprovado pelo Plenário.

O convênio em questão é o 089/05, no valor de R$ 2.880.930,48 e prazo de dois anos. Análises do TCE-RJ e Tomada de Contas Especial realizada pela Controladoria geral do Município por determinação do Tribunal verificaram sobrepreço no salário de médicos, auxiliares de enfermagem e serventes, o que configurou a prática antieconômica aos cofres do município.

Godofredo Pinto deve ainda explicações ao TCE-RJ sobre outro convênio na área da saúde, este referente ao Programa Médico de Família, o 097/05, no valor de R$ 2.735.019,92, firmado entre a Prefeitura de Niterói e a Associação de Moradores do Bairro Albino Pereira, em 27 de janeiro de 2005, pelo prazo de dois anos. Em processo também relatado pelo conselheiro José Maurício de Lima Nolasco e com voto aprovado na mesma sessão, o Plenário do Tribunal decidiu citar o ex-prefeito para que apresente defesa ou recolha aos cofres municipais a quantia de R$ 807.571,90 pela prática de ato antieconômico.

Ricardo Pessoa, maior financiador da campanha do Prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PT) já começou a abrir o bico. Ele acusa diretamente o Deputado Eduardo Cunha, Roseana Sarney e o tesoureiro do PT, João Vacari, de serem beneficiados com propinas da Petrobrás.

Falta muito pouco para alcançar Rodrigo Neves, com quem a dona da UTC foi bastante generoso, doando R$ 1 milhão 300 mil, conforme a prestação de contas apresentada.

De onde vieram esses recursos?, por que Ricardo Pessoa foi tão bonzinho com Rodrigo Neves?

Não percam de vista que ele é o chefão de toda roubalheiras descoberta pela Operação Lava-Jato. Será que foi por isso que Rodrigo Neves, quando era Deputado Estadual, propôs na Alerj  grandes homenagem ao dito cujo chefão?

Só o Prefeito de Niterói poderá responder.

Ao abrir o bico pela primeira vez, em delação premiada, Pessoa disse que deu pelo menos R$ 55 milhões ao tesoureiro João Vacari Neto, do PT Nacional, de onde vieram milhões em doação para a campanha de Rodrigo.

Rodrigo Neves homenageia o Chefão da Lava-Jato

Rodrigo Neves homenageia o Chefão da Lava-Jato