População  é induzida a ver culpa do suplente na morte do titular

Carlos Macedo, vítima de campanha  atroz (foto da net)

Carlos Macedo, vítima de campanha atroz (foto da net)

A imprensa está de novo sendo municiada com informações que visam atribuir ao vereador Carlos Macedo participação na morte do vereador-eleito Lucio do Nevada.

Do nada, um simples pedido para que ele vá a júri popular ganha destaque na imprensa, passando para o leitor a ideia que Macedo praticou mesmo o crime. A intenção de comprometer Carlos Macedo solta aos olhos, de modo que cria na opinião pública uma espécie de certeza de que foi ele o autor.

Eu me recuso a fazer esse jogo, contra Macedo ou qualquer pessoa.

Pouco importa que vá a júri popular ou singular (este mais severo até)m, cumpre-se que justiça seja feita e os culpados sejam exemplarmente punidos. Mas  não  existem provas contra Macedo, todos os envolvidos negam que ele tenha participado. Em tempos de delação premiada, custa a crer que  nenhum dos outros acusados queira abrir mão desse direito.

O processo caminha para um desfecho que vai contrariar a opinião pública, até aqui manipulada, induzida a acreditar que Carlos Macedo tem culpa no cartório.

Então, criam esse ambiente para desmoralizar a justiça, de que o crime  compensa e tudo mais para prejudicar Macedo.

Disse e repito: sabem por que não há provas de que Macedo matou ou mandou matar Lúcio do Nevada?  Simples: Não foi ele. Nem de longe.