restaurante

Clientela está minguando e cardápio é salsicha todos os dias. .

A crise fnanceira do Esstdo vai fechar o Restaurante Popular e acabar com o prato de comida a dois reais. É que não há recursos para subsidiar o programa, que vem se arrastando aé aqui oferecendo salsicha, arroz e feijão. O movimento, que era de 3 mil refeições/dia caiu para 2 Todonos ultimos dias
– Todos os dias é salsicha. Ninguém aguenta mais. O dono do restaurante baixou a qualidade das refeições, mas na hora de receber o repasse do Estado não há desconto, o pagamento é feito como se a refeição fosse mais nutritiva queixou Garrincha, aposentado que todos os dias almoçava lá.

retau

Foi-se o tempo que a comida era mais nutritiva  (foto da internet)

O cconcessionário não fala, mas está há meses sem receber o repasse do Estado. A manutenção do serviço, que tem 30 empregados, é feita com a féria da comida vendda a R$ 2.
Estabeleceu-se um circulo vicioso. Como o restaurante só oferece salsicha, arroz, feijão e refresco ralo, os clientes vão se afastando. Os funcionparios temem que a persistir essa situação não reste alternativa a não ser fechar as portas.
O programa dos restaurantes populares foi criado no no governo de Anthony Garotinho, oferecendo comida a R$ 1.

A Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH) é responsável pelo funcionamento de 16 Restaurantes Cidadão, que, juntos, fornecem diariamente 37.578 almoços e 14.064 cafés da manhã, de segunda a sexta-feira.

O público beneficiário dos restaurantes é formado, em sua maioria, por trabalhadores formais e informais de baixa renda, desempregados, estudantes, aposentados, moradores de rua e famílias em situação de risco de insegurança alimentar e nutricional, cuja principal refeição do dia é realizada nestes estabelecimentos.

Os restaurantes são unidades de alimentação e nutrição destinadas à produção e comercialização de refeições saudáveis, preparadas sob rigoroso controle higiênico. O café da manhã tem que fornecer cerca de 400 calorias a R$ 0,50 e o almoço, aproximadamente, 1.000 calorias a R$ 2,00.