CERTEZA DA VITÓRIA FEZ RODRIGO  ATACAR (DE NOVO) O ALIADO JORGE ROBERTO SILVEIRA.

jorge e rodrigo

Jorge Roberto (Esq.) e Rodrigo Neves estão unidos (foto do Globo na internet)

RO Prefeito Rodrigo Neves amarga agora a eleição perdida. As pesquisas até 48 horas antes das eliçõess davam-lhe vitória com folga no primeiro turno. Erradmentee, julgava que a vitória see devia à mudança de atiude com relação ao ex-Prfeito Jorg Roberto Silveira, que passou a ser hostilizado omo nas eleições de 2012.
De repente, não mais que de repente, o prefeito Rodrigo Neves, da aliança com o PT, passou bater no governo de seu aliado Jorge Roberto Silveira nos horários gratuitos da propaganda. Nem parece que fizeram juras de amor eterno há pouco tempo, jogando para escanteio a candidatura de Felipe Peixoto no PDT.

Ao que tudo indica, Rodrigo Neves não perdoou Jorge Roberto (e vice-versa) ou não sabe fazer campanha sem ódio e reelegeu Jorge para ser de novo esculhambado. Assim sendo, tem exibido em seus programas o “abandono” das obras paradas  deixadas por seu antecessor, o Mergulhão, as creches e escolas que veio a concluir, o derretimento das favelas, de novo o Getulinho e até o Mário Monteiro, um hospital que o próprio Rodrigo manteve fechado por mais de três anos. Só faltou botar a culpa em Jorge Roberto pelo péssimo planejamento da Transoceânica, que não é e nunca foi a prioridade da cidade.

rayol e alkimin

Rayol e Bruno Lesa deram uma força a Felipe Peixoto

Passou todo governo esquecido dos transtornos causados a quem mora ou precisa passar em corredores como a Noronha Torrezão, Rua Mário Viana, Rua da Conceição e outras mais. Que dizer  da Rua Moreira César e Gavião Peixoto! Também interrompeu o alargamento da Estrada Francisco da Cruz Nunes, entre o Largo da Batalha e Parue  da Colina.

Rodrigo, por oculta razão, vem dedicando o horário gratuito a criticar o governo de JR, falando de novo m herança maldita. Pedetistas históricos não compreendem porque alguém que as pesquisas indicam que vai ganhar no primeiro turno tenha mudado de comportamento.

Rodrigo traiu o PT, onde teve origem política e fez carreira para concorrer pelo Partido Verde sem nunca ter feito uma só preposição de natureza ambientalista nos mais de 20anos de vida pública. Macaco, olha eu rabo!, argumentam os que pedetistas que estão incomodados  com os ataques sofridos por Jorge Roberto, a essa altura demonizado por Rodrigo, que jamais falou da aliança que fizeram “por Niterói”.

Pobre JR, que acreditou ser possível garimpar dignidade onde não existe. Mais pobre ainda por ter abandonado Felipe, que ele estimulou e viu crescer na política e que ao contrário de Rodrigo não teve que enfrentar a tempestade difamatporia da última eleição. Pobre JR por perdoar o que não tinha perdão.

Certamente, as pesquisas indicam o ‘efeito aids” (mata ou difama segundo conceito de Brizola) e Rodrigo sabe que o povo não aprovou a aliança com Jorge. E o despreza. Mais que isso, chuta-lhe a cara e faz de conta que a  reaproximação entre eles nunca existiu assim como escondeu que trocou o PT pelo PV por oportunismo, por imperiosa necessidade de mentir para o eleitorado.

Rodrigo Neves deve ter suas razões. As dele ou do próprio Jorge, que é bem capaz de tê-lo instruído a proceder assim. Se houver um segundo turno, quero ver Rodrigo posar ao lado de Jorge Roberto, como posou com Lula, Dilma, Zé Dirceu, Plocci, Delcídio, Dilubio e outros tesoureiros do PT e agora não quer saber. Pobre eleitor de Niterói, o próximo na lista de decepção do prefeito que buscar a reeleição.