Archives for category: Televisão

AS ORGANIZAÇÕES GLOBO, DEPOIS DAS DEMISSÕES EM MASSA DE MARÇO/16, ESTRAGA AS FESTAS DE MUITA GENTE – 

Ao contrário do que canta na vinheta de fim de ano nas suas emissoras de TV, funcionários das as Organizações Globo estão tendo um fim de ano de pesadelos e não de sonhos. Há dias vivem a expectativa de serem demitidos. O que começou mesmo foi o voo do Passaralho em todos os veículos (rádios, jornais, revistas, e TV), A única verdade cantada na musiquinha que soa como deboche, é que cabeças estão rolando sem nenhum critério. Para tanto, as Organizações Globo contrataram uma empresa independente, que indicará os que devem ser degolados no Natal sem levar em conta tempo de casa, premiações e qualificação profissional. Estão cortando às cegas, à moda boi, como as crianças brincam de unidunite.

A cada vez que ouço a vinheta de fim de ano da Globo é como se recebesse uma bofetada. Ali figuram apenas os medalhões, a cantar e sorrir, sem se importar com o desespero dos que estão por trás das câmeras, degolados aos montes e de forma gradativa, de modo que quando chegar o Natal estejam todos no olho da rua.

É o que vai acontecer agora com os jornalistas dos veículos impresso (Globo, extra, Valor, Época etc). Não haverá critério. As chefias não terão qualquer influência na degola. Essa, aliás, foi uma exigência dos “especialistas” da empresa contratada para comandar o Passaralho. As chefias poderiam fazer uma seleção com base na mais valia, muito embora não houvesse muito a fazer, as equipes já estavam enxutas, no limite, com os profissionais botando sangue pela boca de tanto trabalhar.

Um diretor amigo me confidenciou que “ligou o foda-se”, decepcionado com a situação de pavor que domina as redações. Só falta serem concluídas as obras da nova redação, no prédio novo. Então, a pica voadora vai descer e decepar muita gente, para formar uma redação única para todo complexo.

Esse é o novo dia, o novo tempo que as Organizações Globo desejam para seus funcionários.

Enquanto isso, em época de arrocho da população continuam com isenções para importação de equipamentos, de ICMS, IPI, IPTU e o diabo a quatro. Ninguém fala em acabar com essa mamata.

 

Anúncios

globo

Vai ser uma farra de gasto com publicidade em ano eleitoral. O jornal Expressão Oceâanica publica em seu portal que a Prefeitura de Niterói pretende gastar 15 milhões só em publicidade no ano que vem. Leia aqui.

JORNALISTA VINHA SE QUEIXANDO DE QUE NÃO PASSAVA BEM NOS ULTIMOS DIAS

LUCINO DO VALLE - Torcedor da Pontee Preta

LUCINO DO VALLE – Torcedor da Pontee Preta

Morreu  HOJE (19/04), em Uberlândia, o narrador esportivo Luciano do Valle, de 70 anos. Ele foi internado em um hospital particular da cidade mineira, na tarde deste sábado (19), após passar mal durante voo até a cidade – onde faria a transmissão do jogo entre Atlético-MG e Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro. O jornalista, que viajava de São Paulo (SP), foi socorrido ainda no aeroporto da cidade mineira pelo Corpo de Bombeiros. A morte do narrador foi confirmada pela TV Bandeirantes, emissora na qual trabalhava.

O jornalista da TV Globo Marco Aurelio Souza estava no mesmo voo do narrador e contou o que se passou no avião.

– Ele não se sentiu bem durante o voo. Não teve nenhum rebuliço no avião. Ele só comunicou à comissária que não se sentia bem e pediu que, quando o avião descesse, chamassem um médico. Estava na primeira fileira. Todos os passageiros saíram, mas ele permaneceu. Quando eu saía, o comandante já tinha saído da cabine e conversava com ele indicando que tinha chamado um médico. A gente ficaria no mesmo hotel. Quem me relatava as coisas era o Fernando Fernandes, da Band. O Luciano já foi muito mal para o hospital. Meia hora depois, o Fernando me ligou para dizer que ele tinha morrido de um problema do coração – relatou o jornalista.

Luciano do Valle Queiroz é natural de Campinas, trabalhava atualmente na TV Bandeirantes e foi narrador esportivo da TV Globo por onze anos. Chamado de “o melhor gol da TV”, ele era considerado um dos principais profissionais da imprensa do país, tendo transmitido Copas do Mundo, Olimpíadas, Fórmula 1 e Fórmula Indy, além de ter sido apresentador do Globo Esporte.

Torcedor da Ponte Preta, Luciano iniciou a carreira aos 16 anos, na Rádio Central de Campinas, e ganhou destaque trabalhando na Rádio Nacional, em São Paulo. Pela emissora, ele participou da cobertura da conquista do tricampeonato mundial de futebol na Copa do Mundo do México. No mesmo ano, Luciano do Valle passou a fazer parte a equipe da Globo. A primeira transmissão ocorreu no basquete masculino, no Troféu Governador do Estado de São Paulo. Em 2003, ele também fez parte da equipe esportiva da TV Record.

josé wilker
Faleceu hoje (05/04) ator José Wilker, o Giovane Improta. Foi acometido de infarto agudo do Miocardio, fulminante. Ainda não existem informações sobre o que o levou ao enfarte.

José Wilker começou a carreira como locutor de rádio no Ceará, onde nasceu, e se mudou para o Rio de Janeiro aos dezenove anos.
Seu primeiro filme foi em 1965, A Falecida com uma participação não creditada, o filme ainda contava com Fernanda Montenegro como protagonista. Em 1979, esteve no elenco do filme Bye Bye Brasil e em 1985, no elenco de O Homem da Capa Preta.
Estreou nas telenovelas em 1971, em Bandeira 2, de Dias Gomes, na TV Globo. Fez muito sucesso com a novela Roque Santeiro na qual deu vida ao personagem-título junto com Regina Duarte e Lima Duarte. Entre 1997 e 2002, dirigiu boa parte dos episódios do Sai de Baixo4 , além de ter participado de um dos episódios do programa (Ghost Não Se Discute), em 1997.
Interpretou personagens célebres na televisão, como Giovanni Improtta, na novela Senhora do Destino e o ex-presidente Juscelino Kubitschek na minissérie JK. Em 2012 cai na boca do povo com o personagem Jesuíno Mendonça na novela Gabriela. O personagem foi marcado pelo bordão “Vou lhe usar”, que se tornou febre nas redes sociais5 . No ano seguinte narra a chamada da novela Amor à Vida, e no meio da trama entra no elenco como o personagem Herbert.
Entre seus papéis mais marcantes no cinema estão Tiradentes, no filme Os Inconfidentes, de 1972; Vadinho, do recorde de bilheteria nos cinemas Dona Flor e Seus Dois Maridos, de 1976; o político Tenório Cavalcanti de O Homem da Capa Preta, de 1986 e Antônio Conselheiro, de Guerra de Canudos, de 1997 entre muitos outros.
Amante de cinema, tem aproximadamente quatro mil fitas em casa. Mostrou ao público essa faceta assinando uma coluna semanal sobre o assunto no Jornal do Brasil e fazendo comentários de filmes nos canais de televisão por assinatura Telecine da Globosat. É também comentarista oficial da transmissão da premiação do Oscar da Rede Globo. Além de apresentar o programa Palco & Platéia, que é transmitido pelo Canal Brasil.
Foi diretor-presidente da Riofilme – distribuidora de filmes do município do Rio de Janeiro. José Wilker teve duas filhas: Mariana, com a atriz Renée de Vielmond, e Isabel, com a atriz Mônica Torres. Foi casado com Guilhermina Guinle. Seu último casamento foi com a jornalista Claudia Montenegro com quem teve Madá.

MAL É CONHECIDO COMO TARADIDDLE , QUE FAZ A MULHER  TER MAIS DE MIL CONTRAÇÕES NUM ORGASMO –

Doctor  Aprilfirst prestou os primeiros socorros

Doctor Aprilfirst prestou os primeiros socorros

Foi encontrada morta no dia hoje (01/04), num quarto de motel na Via Dutra, a estudante X., de 18 anos. O namorado dela, em depoimento à polícia, disse que a menina não parava de gozar. “Ela se contorcia, gemia e gritava, tudo ao mesmo tempo. Pensei que estivesse tirando sarro comigo, mas como demorou uns cinco minutos , relatei o ocorrido aos funcionários do motel, que entraram em pânico, dizendo que era crise de uma tal de “taradiddle”, que podia leva à morte” – explicou.
Os funcionários procuraram um médico entre os hóspedes enquanto chamavam uma ambulância. Um médico americano, hóspede do motel, conhecido apenas como Doctor Aprilfirst, prestou os primeiros socorro e pouco pode fazer.
– Era taradiddle, agravada com o fato da moça ser virgem e com pouca experiência sexual. Fizemos todos os procedimentos, como jogar água gelada no corpo, dar tapas no rosto, mas ela não parava de gozar escadalosamente. Tinha esperança de que na ambulância UTI ela pudesse escapar com vida, mas o socorro demorou muito.
X. teve duas paradas cardíacas e foi reanima pelo médico até a chegada da UTI móvel. Levada para o Hospital de Vigário Geral, foi diagnosticada a morte cerebral devido à quantidade de descargas e o esforço dispendido pelos músculos vaginais, que chegaram à absurda marca de 1 mil contrações por segundo, quando o normal são de 8 a 13 a cada 10 segundos ou 78 por  minuto.
– Ela não relaxava, parecia que nunca chegaria ao clímax, como de fato não chegou. A taradiddle se caracteriza pelas contrações continua, aumentando a sensação de prazer que é própria do gozo, mas seguida de relaxamento. Isso não aconteceu com ela, que ficou em estado permanente de prazer, sem relaxar, mesmo sem estar sendo penetrada – explicou o cientista.
A taradiddle não é rara, há casos de mulheres que gozam por longos períodos, de até dois minutos e não morrem. No caso de X. foram mais de 13 minutos gozando sem parar, sem contar o tempo de reanimação.
O Delegado da 391ª DP, Adolfo Dias, mandou prender o namorado de X. por considerar que ele foi autor de homicídio culposo, sem intenção de matar, “se a moça não gozasse, não teria morrido e ele foi o causador”.
X e o parceiro se conheciam desde criança e se comprometeram perderem juntos a virgindade. Ele estava desconsolado ao deixar a delegacia apó pagar a fiança R$ 1.420,14.

canarinhoMais um negro e baiano ue fez sucesso: Canarinho, o humorista do SBT e que  despontou para o sucesso ao lado de Ronald Golias, morreu na data de hoje, em  S]ao Paulo. Fica o registro da nossa saudade e solidariedade `dor da família. O céu devia estar preecisando de mais algeria e agotação, com certeza1

RNATO ARAGÃOO humorita Renato Aragão, o Didi dos Trapalhões, de 79 anos, está mal. Ele sofreu  um enfarte. Em breve mais detalhes.

Renato nasceu em Sobral, 13 de janeiro de 1936, é um ator, diretor, produtor, comediante, dublador, humorista, escritor, apresentador, cantor, criador, historiador e palhaço brasileiro, famoso por liderar a série televisiva Os Trapalhões, nas décadas de 1970 e 1980. É também conhecido como Didi Mocó, ou apenas Didi, seu principal personagem. Também é bacharel em direito, formado pela Faculdade de Direito do Ceará da Universidade Federal do Ceará em 1961.1
Nascido no interior do Ceará, bacharel em Direito e filho do escritor sobralense Paulo Ximenes Aragão e Dinorá Lins. Em 1955, tornou-se oficial do Exército (segundo-tenente de infantaria), formado pelo CPOR. Ainda estudante de Direito, em 05/09/1958, enquanto voltava de Recife para Fortaleza, Renato era um dos passageiros a bordo do avião Curtiss C-46 Commando, prefixo PP-LDX, do Lóide Aéreo Nacional, que caiu na região do Serrotão, próximo ao Aeroporto Presidente João Suassuna, em Campina Grande (PB). Ele e um amigo sobreviveram ajudando outros sobreviventes até a chegada dos socorristas, que abriram caminho na mata com facões para chegar ao local da queda. Renato e o amigo andaram até uma cidade próxima onde souberam que haviam sido dados como mortos, pelo rádio. A muito custo conseguiram voltar para Fortaleza. Anos depois, formou-se em Direito, na Faculdade de Direito do Ceará em 1961. Aos 24 anos, inscreveu-se num concurso da TV Ceará para trabalhar como “realizador” – uma espécie de diretor, redator e produtor de programas. Ele venceu, demonstrando seu talento e em pouco tempo já trabalhava como ator. O primeiro programa de televisão de que participou foi Vídeo Alegre. Em 1964 Renato mudou-se para o Rio de Janeiro a fim de estudar direção de programas e logo foi contratado pela TV Tupi, São Paulo para trabalhar no humorístico A E I O URCA. A mudança para a TV Excelsior em 1966 lhe proporcionou a oportunidade de criar um humorístico próprio; nascia então Os Adoráveis Trapalhões, em que contracenava com Wanderley Cardoso, Ivon Cury e Ted Boy Marino.

Apesar de ter participado de muitos outros programas humorísticos, Aragão nunca se esqueceria da fórmula utilizada em Adoráveis Trapalhões, e finalmente conseguiria consagrá-la em 1974, ao estrear Os Trapalhões, já regresso à TV Tupi, ao lado de Dedé Santana, Mussum e Zacarias). Renato Aragão atuou em diversos filmes, tendo alguns recebido premiações estrangeiras, como Os Vagabundos Trapalhões e O Cangaceiro Trapalhão, no Festival Internacional de Cinema para a Infância e Juventude (Portugal), em 1984, e Os Trapalhões e a Árvore da Juventude, no III Festival de Cine Infantil de Ciudad Guayana (Venezuela), em 1993. Entre outras grandes personalidades, Renato Aragão atuou com Pelé em 1986 no filme Os Trapalhões e o Rei do Futebol, quando gravou cenas em um Maracanã lotado antes de uma partida de seu clube de coração, o Vasco da Gama. Fundou, em 1977, a Renato Aragão Produções Artísticas Ltda., responsável pela produção de filmes, programas de televisão, vídeos e shows, dentre outros. Recebeu, em 1980, o título de Cidadão do Estado do Rio de Janeiro e, em 1982, o título de Personalidade Ilustre do Estado do Rio de Janeiro, ambos concedidos pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro. Em 1991, tornou-se representante especial do UNICEF e embaixador do mesmo órgão, em prol da infância brasileira. Foi condecorado chanceler da Ordem do Rio Branco, título concedido pelo MRE, em 1994. Nesse mesmo ano, foi agraciado com a admissão na Ordem Nacional do Mérito Educativo, no grau de oficial, por indicação do Ministério da Educação e do Desporto. Ainda em 1994, Renato Aragão estreou um programa em Portugal, a convite da emissora portuguesa SIC, com a participação dos atores Dedé Santana e Roberto Guilherme, além de vários artistas portugueses. Em 1995, recebeu o título de Cidadão Paulistano, concedido pela Câmara Municipal de São Paulo. O grupo “Os Trapalhões” entrou para o Guinness Book, o livro dos recordes, em 1997, como o humorístico brasileiro que permaneceu por mais tempo em exibição na TV.

Renato Aragão encontra-se no seu segundo casamento, com a fotógrafa Lílian Taranto. Tem uma filha, Lívian (1999), com a atual esposa além de outros quatro filhos do primeiro casamento com Marta Rangel (1936) – com quem Renato viveu por 34 anos (1957-1991): Paulo (1960), Ricardo (1962), Renato Jr. (1968), e Juliana (1977). Dois episódios marcantes evidenciaram o lado religioso de Renato Aragão: o humorista já escalou o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, para beijar a mão da estátua, um sonho que realizou no programa comemorativo de 25 anos, exibido no dia:27 de agosto de 1991, da formação dos Trapalhões, e fez uma caminhada de São Paulo a Aparecida, levando uma imagem de Nossa Senhora Aparecida, para pagar uma promessa feita à santa, dias antes da exibição do projeto:Criança Esperança de julho de 1999. Renato ficou afastado da TV depois da morte de seus companheiros Zacarias e Mussum (sem esquecer o querido Tião Macalé). Em 1998 estreou um programa inédito, com formato diferente, A Turma do Didi. No ano 2000 festejou seus 40 anos de carreira. Em 2002 sua empresa Renato Aragão Produções Artísticas Ltda comemora 25 anos de sucesso. Nesse mesmo ano, Renato lançou o livro Meus Caminhos. Em 2004 os personagens Didi e Dedé, interpretados por Renato Aragão e Dedé Santana, se reconciliaram no programa Criança Esperança, ao som da canção “No Mundo da Lua”, de Michael Sullivan e Paulo Massadas.[carece de fontes] Em 2011 foi homenageado pela escola de samba paulista X-9 Paulistana. O enredo foi: “De eterna criança a embaixador da esperança…Renato Aragão, Didi Trapalhão !” .

POaulo Goulart (foto da internet) morreu hoje

POaulo Goulart (foto da internet) morreu hoje

Morreu hoje o ator Paulo Goulart, aos 81 anos, vitima decâncer no mediastino. O ator completou Bodas de Diamante (60 anos) no ano passado com a atriz Nicette Bruno, que também tinha 81 anos dois dias antes do aniversário de Paulo, que transcorreu dia 9 de março..

Paulo pretendia escrever um livro  para retratar a doença e dessa forma  poder ajudar outros pacientes, assim como familiares, a terem forças e superarem. Em 2012, ele passou um tempo internado para se submeter ao tratamento de quimioterapia. A alta do Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, foi dada no dia 4 de outubro de 2012, mas durante o tratamento, antes da internação, Paulo participou das filmagens do filme “O Tempo e o Vento”, adaptação para o cinema do clássico de Érico Veríssimo, com direção de Jayme Monjardim.

Paulo e Nicette tiveram juntos 3 filhos, todos atores: Beth Goulart, de 52 anos, Bárbara Bruno, de 56, e Paulo Goulart Filho, 47 anos. Também são avós de Vanessa Goulart e Clarissa Mayoral que, assim como o restante da família, seguiram a carreira artística.

JUSTIÇA JULGA AÇÃO  INICIADA NA GESTÃO ANTERIOR

– O site do Sindicato dos Jornalistas do Rio, ainda que não faça referência ao Passaralho do Globo, contém uma informação correlata, que reproduzo na íntegra a seguir

Prédio histórico do Globo, sem a passarela que o  liga ao edificio mais moderno

Prédio histórico do Globo, sem a passarela que o liga ao edificio mais moderno

“A 24ª Vara do Trabalho julga, nesta terça-feira (18), a ação civil pública contra a Infoglobo por discriminação de funcionários por idade. Uma investigação iniciada em 2010 pela 1º Procuradoria do Trabalho apontou que a empresa que edita os jornais O Globo, Extra e Expresso demite empregados, muitos deles jornalistas, que chegam aos 60 anos. A Infoglobo nega a prática, apesar das provas que constam da investigação que originou a ação. É importante a presença dos trabalhadores afetados na audiência, que será aberta ao público, a partir das 13h, na Rua do Lavradio 132, no Centro do Rio.

A ação civil pública movida pela Procuradoria do Trabalho pede multa de R$ 5 milhões à empresa e exige que a Infoglobo se comprometa a parar de dispensar empregados em virtude de sua idade. Durante a investigação, o Ministério Público do Trabalho tomou depoimento de dezenas de trabalhadores – de diferentes áreas – que foram demitidos do Infoglobo na proximidade dos 60 anos ou depois de começar a receber aposentadoria pelo INSS.

A prática fere o artigo 3º da Constituição e até mesmo a Declaração Universal dos Direitos Humanos. Na Infoglobo, como aponta a investigação da Procuradoria do Trabalho, apenas os profissionais mais conhecidos no mercado, como colunistas, são poupados dos cortes por idade.”

A nota não faz referência à  norma de obstrução que a Infoglobo criou  para contratação de profissionais de quaisquer categorias. Acima dos 55 anos de idade, ninguém é admitido. É só verificar nos registros da empresa. Quando muito, só para serviços temporários, par cobrir férias, licenças, sem vinculo empregatício.

 

 

O passaralho que aterrizou na redação do Globo concedeu a algumas de suas vítimas um beneficio na base do “ou dá ou desce”. Antes, os decepadores de cabeça que comandavam o cacetão-voador adotaram uma técnica criada por FHC para se livrar de quem dedicou parte de sua vida a aumentar o patrimônio dos bilionários Marinhos: a demissão voluntária.

Há tempo que o Cacetão-Voador faz carnificina nas redações do Infoglobo.

Há tempo que o Cacetão-Voador dá voos rasantes  nas redações do Infoglobo.

Esse feitiço, tão a gosto da editoria de economia do jornal (quem diria!), acabou virando contra eles mesmos, agora, anos depois. A editoria foi a mais afetada e se não fosse tripudiar em cima da desgraça alheia, eu diria que talvez agora percebam quanta sacanagem há nessa proposta que outrora julgaram tão atraente.
Como a lei de aposentadoria está mudando sempre, o Globo despejou à própria sorte dezenas de profissionais que dificilmente serão aproveitados pelo mercado cada vez mais restrito e até monopolizado pela família Marinho.
Os sobreviventes desse ataque sabem que cedo ou tarde sua vez vai chegar, pois o Passaralho é incansável e abastecido pela ambição e cobiça, ingredientes que transbordam nas chefias das organizações Globo.
Resta aos humilhados a desculpa de que pediram para sair. Deixo de citar aqui alguns detalhes das negociações, pois a fonte poderia ser facilmente identficada, de vez que os “pedidos de demissão” voluntária tiveram diferentes tratamentos.
Tentei falar com a presidente do Sindicato dos Jornalistas, Paulinha Mairan, mas o celular que eu tenho dela (final 6211) está fora de operação. O do sindicato, 39062450, não atende. Nem no gabinete do Vereador do Psol, Henrique Vieira, ela trabalha mais.