Archives for posts with tag: câmara

CONTAS JÁ ESTAVAM APROVADAS PELA CÂMARA MUNICIPAL

De nada adiantou a Câmara de Niterói ter aprovado as contas do ex-Prefeito Godofredo Pinto.  O Tribunal de Contas do Estado – TCE, acabou por condenar Godofredo a devolver  quase 450 mil reais aos cofres públicos. Eis o teor fs nota divulgada no site do TCE-RJ.

O ex-prefeito de Niterói Godofredo Saturnino da Silva Pinto terá que devolver aos cofres da cidade, com recursos próprios, R$ 455.340,29 (167.904,53 Ufir-RJ), além de pagar multa, também do próprio bolso, no valor de R$ 8.135,70 (3 mil Ufir-RJ), conforme decisão tomada nesta quinta-feira (14/5) pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ). A imputação de débito e a multa são decorrentes da prática de ato antieconômico em convênio assinado entre a Prefeitura de Niterói e a Associação de Moradores e Amigos do Cantagalo e Parque da Colina, em 27 de janeiro de 2005, referente ao Programa Saúde da Família. O processo foi relatado pelo conselheiro José Maurício de Lima Nolasco, que teve o voto aprovado pelo Plenário.

O convênio em questão é o 089/05, no valor de R$ 2.880.930,48 e prazo de dois anos. Análises do TCE-RJ e Tomada de Contas Especial realizada pela Controladoria geral do Município por determinação do Tribunal verificaram sobrepreço no salário de médicos, auxiliares de enfermagem e serventes, o que configurou a prática antieconômica aos cofres do município.

Godofredo Pinto deve ainda explicações ao TCE-RJ sobre outro convênio na área da saúde, este referente ao Programa Médico de Família, o 097/05, no valor de R$ 2.735.019,92, firmado entre a Prefeitura de Niterói e a Associação de Moradores do Bairro Albino Pereira, em 27 de janeiro de 2005, pelo prazo de dois anos. Em processo também relatado pelo conselheiro José Maurício de Lima Nolasco e com voto aprovado na mesma sessão, o Plenário do Tribunal decidiu citar o ex-prefeito para que apresente defesa ou recolha aos cofres municipais a quantia de R$ 807.571,90 pela prática de ato antieconômico.

Anúncios

 

Manifestantes deixaram este prédio na sexta-feira à noite

Manifestantes deixaram este prédio na sexta-feira à noite

Depois de quase 24 horas, os manifestantes que ocupavam o plenário da Câmara de Vereadores de Niterói resolveram deixar o local. O grupo entrou no plenário por volta das 22 horas de ontem, quinta-feira e passou a noite e o dia de hoje reunidos em assembleia. Os manifestantes, de forma pacífica, usaram cartazes pedindo a saída do governador Sérgio Cabral e contra a concessão da travessia Rio-Niterói. Em momento algum houve conflito entre a segurança da Casa e os manifestantes, que eram cerca de 20 no0 momento em que resolveram sair do plenário por volta das 20 horas.

garotinho na tribuna

Garotinho, vitima de satanização pela Rede Globo (foto da internet)

Já perceberam como o jornalismo da Rede Globo tem tratado o ex-Governador Anthony Garotinho? Na base do esculacho, manipulando os fatos, como  é de praxe. Mas tá indo longe demais. Toda noticia sobre Garotinho é para denegrir, expor ao ridículo. É evidente que a intenção é criar embaraços à candidatura de Garotinmho  em 2014, criar  um pano de fundo de modo a influir na vontade do eleitor, que o coloca  como o preferido nas pesquisas.

Na edição de ontem (14/05) do Jornal Nacional, a Globo albericou*  de vez na matéria sobre a votação da MP dos Portos. Permitiu que Ronaldo Caiado (lembram dele?) chamasse Garotinho de chefe de quadrilha. Na resposta do ex-governador, publicou apenas um segundo da fala de Garotinho, respondendo “ não me ofende você me chamar de quadrilheiro…”

Ocorre que o jornalismo global cortou a frase no meio, eliminando  o principal “porque não sou”. Por que a Globo fez isso com a noticia? Divulgou qwue Garotinho admitia ser chefe de quadrilha para todo país, quando na verdade ele disse que não era.

Qual a intenção da Rede Globo com esse proceder?  Isso não é jornalismo, mas campanha de satanização,  difamação de pré-candidato, o que é vedado pela lei e que prevê pesadas multas.

Não me surpreende. Enquanto o sistema Globo faz vistas grossas para o descaso com a saúde (quando chega a noticiar, faz matérias nas prefeituras cujos titulares apoiam Garotinho, no maior estardalhaço), a educação e os estupradores que comprometem a imagem do Rio mundo afora.

Mas, como dizia o desocupado Roberto Pavão, que assombrava a Rua do Crespo:  “é só a cabecinha”. Vem mais perseguição por ai se a Justiça não botar um freio nesse falso jornalismo.

*Albericar – neologismo de imprensa, derivado do nome de Alberico Souza Cruz, diretor geral de jornalismo da Rede Globo na época do debate Collor x Lula, em 1989.

O próprio Boni, vice-presidente da rede, admitiu que Alberico manipulou as matérias sobre a repercussão do debate, dando a entender que Collor massacrou Lula, um despreparado para a Globo. Na época, Alice Maria era diretora-executiva  e Armando Nogueira do jornalismo. Ela mandou repetir no JN uma matéria do Jornal hoje. Alberico interferiu, pediu uma edição manipulada. Armando Nogueira não topou (dias depois sairia da emissora) e Alberico em pessoa caiu pra dentro, como se diz. Ele mesmo editou a manipulação.

 Desde então, quando  se quer dizer que uma matéria foi manipulada para prejudicar ou beneficiar alguém,  utiliza-se o verbo albericar. Hoje, Alberico Souza Cruz, na Rede TV, admite que manipulou não só aquelas, mas todas as noticias no jornalismo da Globo. Com a queda de Collor, ele perdeu prestigio na rede.

Por sinal, a discordância de Boni foi divulgada até no livro “Jornal Nacional, a noticia faz história (que não foi editado pela Globo) e rebatida por Roberto Marinho e  de  João Roberto Irineu