Archives for posts with tag: Chuvas

MAIOR AUTORIDADE EM MEIO AMBIENTE DO ESTADO NÃO ENTENDE DE ALAGAMENTO NA CIDADE EM QUE SEMPRE VIVEU

Piada.

Axel Grae l (foto abaixo) , vice-prefeito do Glorioso Rodrigo Neves, declarou à imprensa, que vai levantar os “trechos problemáticos” e “os entraves que causam” os alagamentos na cidade de Niterói (A TRIBUNA 17/-1)

Para evitar que saia por ai esbanjando dinheiro público em projetos e consultorias,, dou aqui minha contribuição: procure na Defesa Civil, vai achar de tudo.

Mas vou ajudar esse propagandista do Morro do Bumba (ele mandava no meio ambiente do Estado à época da tragédia) e diretor do instituto Rumo Náutico, que faturou alto com JRS. Guardem esse nome.grael do facebook

Basta seguir o curso do Rio Pé Pequeno (Caximba-Bumba), uma espécie de lixeira corrente, que foi completamente recoberto por casas e edifícios luxuosos, passando por baixo de locais onde sequer é visto, como Jardim Icaraí, Estádio Caio Martins, Marques de Paraná, Campo de São Bento, Gavião Peixoto, Moreira César até minguar numa língua negra da Praia de Icaraí. Quero ver derrubar todos aqueles prédios.  Aqui está a causa do transbordamento daquela região, a água não tem por onde escoar.

Na Mariz e Barros, outros prédios de luxo foram construídos sobre um canal, logo depos da Gavião.

O Rio João Mendes, na Região Oceânica, se transformou numa valeta. O Canal de Santo Antonio, com mais de três metros de largura ao desembocar na Lagoa de Piratininga foi reduzido para duas manilhazinhas finas sob a Almirante Tamandaré, na obra que liga o nada a lugar nenhum, feita pelos cunhados Godofredo Pinto e Chico D’Angelo. Resultado: o bairro Santo Antonio (Rua 9, por ali), fica todo debaixo d’água. Tivessem executado a obra só na Rua 9, ligaria a parte baixa à Lagoa. A obra parou na rua 8.

Muito me admira que o Sr. Grael, que comandou a Feema e seus sucedâneos por anos a fio, dono do Instituto Rumo Náutico (guardem bem esse nome, pois será contemplado com muitas verbas públicas), ainda tenha que fazer levantamentos. Na qualidade de maior autoridade no assunto, morador da cidade, deveria saber de cor e salteado, de “zolhinho fechado”, mais do que ninguém, qual é a problemática.

A cidade está impermeabilizada, não há escoamento e só tem um jeito. Esperar a água baixar.

Anúncios

Uma coisa é certa. Campos não possui nenhuma estrutura  de contenção de enchentes. Os diques que estão por lá estourando são avoengas, do tempo do bonde. E vem de longe as tragédias que as enchentes produzem, mas que Rosinha e Garotinho fazem parecer uma novidade.

Resultado de anos e anos de descaso da familia Garotinho

Resultado mais visível da péssima influência do grupo político do deputado e ex-governador Garotinho é a falta de infra-estrutura  urbana e rural. Há décadas no controle (12 só no comando do Governo do Estado), Garotinho e esposa, a atual prefeita e candidata à reeleição, legaram de herança o descalabro a que estamos assistindo. E não querem ser pais desse filho feio, da aberração que criaram.

O grupo Garotinho sempre manteve representantes no Congresso Nacional, como Pudim,  Josias Quintal, Paulo Feijó, Arnaldo Vianna (agora adversário) e ele  proprio, Antonhy Garotinhp, o mais votado do Estado para fazer nada,  rigorosamente nada, só para xingar o Governador Cabral. Nem um metro de dique eles conseguiram. Pudim chegou ao absurdo de propor que uma estrada, a BR 356, virasse um dique.

Nenhum canal foi construído ou dragado durante o reinado de Garotinho, e o resultado tai. Garotinho repete a história do ladrão de porco, que se faz de bobo,  pede socorro e ajuda quando a Polícia encontra o bicho roubado  dentro de sua jaqueta.  Garotinho já fez muito mal a Campos e seu povo, como se revela agora e se revelará lá na frente.

Até uma reunião de Prefeitos com autoridades do Estado teve que ser realizada em Itaperuna, porque não havia ambiente em Campos. Esse ódio, essa revolta pessoal tem prejudicado mais ainda os campistas, que são o marisco. O mar briga com as pedras e quem sofre são os mariscos. Tá na hora de mudar. Até aqui, Garotinho  é o dono do canhão. Vamos tomar dele esse brinquedo e levar o  povo de Campos a apontar a boca do canhão pra cara dele. E detonar, na moral.