Archives for posts with tag: contaminação

Pulgas encontradas em esquilos num acampamento na Califórnia/USA podem transmitir a Peste Negra,que nos idos de 1350/1420 matou mais de 50% da população da europa. Aqui, ganhou o nome de Peste Bubônica na virada do século  19 para 20.

Tal qual nossos pombos, os adoráveis esquilos alimentam a pulga da morte

Tal qual nossos pombos, os adoráveis esquilos alimentam a pulga da morte

Calma, há tratamento com antibiótico, que não existia naquela época. Mas o achado é assustador. Segundo a rede ABC, para evitar a contaminação de humanos, acampamentos nas matas estão proibidos.

Ainda não há muitos detalhes, mas se fosse no Brasil a propagação seria imediata.

Fica uma pergunta que sempre me intrigou. Se as pulgas podem transmitir doenças mediante uma picada para nos seres humanos, pulgas em ratos (da mesma família de roedores) não poderiam transmitir doenças?

E por que não  mosquitos, que transmitem a dengue, não podem contaminar se sujar o sangue de uma pessoa com o vírus da Aids?

Vai entender…

Anúncios
 

Encontradas fezes, sangue, semem e muita, muita meleca nas alças –

Quem diria, inofensivos carrinhos de compra são os maiores transmissores de doenças… Em suas alças foram encontrados vestígios de fezes, sangue, semem, ranho e monco. Uma recente pesquisa feita pelo cientista Charles Gerba , da Universidade do Arizona/USA, este ano.

 

Ele percorreu quatro estados americanos, onde já é obrigatório o uso de toalhas desinfetantes nas lojas e supermercados. O resultado é mesmo assustador. Descobriu-se que 72% — 3 em cada 4 — dos carrinhos testados os testes deram positivos — infectados — com a bactéria fecal, contendo a bactéria Escherichia Coli, também conhecida como E.coli., Algumas cepas são inofensivas, mas outras podem até matar, vai saber… O pior: a maioria das casas comerciais higieniza melhor seus banheiros do que seus carrinhos de compra. Exagerando, melhor seria uma criança lamber um vaso sanitário do que a alça de um carrinho, como vemos com freqüência.

Enquanto não encontra um responsável, embora filmagens têm mostrado a aplicação de monco e ranho direto do nariz à alça (mas que mania dos americanos de se preocuparem em distinguir o que é meleca e o que corisa!, pra mim é tudo igual), os cientistas recomendam lavar bem as mãos, antes e depois das compras, principalmente das crianças (o melhor pra saúde e pro bolso é não levá-las).

Na seção de hortifruti, está o grande perigo. Sabe aquele toque no tomate, no pêssego, na ameixa? É meio caminho para a morte. Se todo mundo, com as mãos cheias de fezes, esperma, meleca, sangue e tudo mais, manusearem peras, uvas e maças (e como manuseiam aqui no Brasil), é uma contaminação em grande escala. É o conceito: a mão que põe fezes, meleca e tudo mais nas alças dos carrinhos é a mesma que emporcalha as frutas e legumes.

Ai, meu Deus! Tamos perdidos!

O professor Gerbe observa que os resultados do estudo descobriram que as crianças andando em carrinhos de compras são mais propensas que outras a desenvolver infecções causadas por bactérias como a Salmonela e Campylobacter. Recomenda limpar bem as alças dos carrinhos ou forrá-las com uma toalha antes de sentar seus bebes

Vou fazer um projeto de lei para o Rio. Ah se vou..