Archives for posts with tag: desemprego

Asaltos, sequestros e ameças de morte motivaram a decisão. Empregados demitidos.

liquigas (1)

O colunista João Mônaco, do Expressão Oceânica, revela que a única distribuidora da Liquigás (do Grupo Petrobrás)., localizada na Avenida Central,  encerrou suas atividades de entrega em domicilio  na Região Oceânica de Niterói devido as assaltos, sequestros de funcionários e ameaças de morte por incineração.

Mônaco reproduz a nota que está sendo distribuída pela Liquigás aos consumidores, pedindo desculpas e informando que somente vai operar em sua sede. A razão de taanta violência: a empresa registrou boletim d ocorrência na 81 DP.

A violência que atinge o comércio na região atingiu também o Supermercado Supermaret,  de Piratininga, assaltado no período de no novo.

 

A NOTA DA IQUIGÁS

09/01/18 21:50:46: Joao Monaco:

 

“É com um profundo sentimento de revolta e pesar que comunico aos amigos e clientes da única revenda LIQUIGÁS da região oceânica LEGALIZADA que a partir de hoje só atendemos na portaria em horário comercial. Tivemos dois entregadores sequestrados e ameaçados de serem queimados junto com o carro da revenda, tudo isso por termos feito o BO e em função disso achamos melhor encerrar o nosso trabalho de entrega em domicílio, trabalho que fazíamos com respeito e funcionários qualificados, trabalho esse que fazíamos há muitos anos e com o reconhecimento de todos os nossos clientes, mas a insegurança chegou ao extremo e não vamos arriscar a vida de trabalhadores , chefes de família. Vamos continuar atender na portaria. Gostaria de agradecer à todos os parceiros de tantos anos ( cliente e funcionários ). Essa é a situação em que se tornou o nosso país impedindo uma empresa séria de trabalhar e gerar empregos. Deixo nessas palavras toda a minha indignação, por favor compartilhem, divulguem e comentem, cabe a nós cidadãos de bem mudarmos essa realidade perversa na qual nos encontramos. Muito obrigado.”

 

Anúncios

Desde que  presidente Lula escolheu a Restinga de Guaxindiba para sediar o pólo petroquímico do Rio que eu venho advertindo… Se tivesse escolhido uma área em Campos, não teria esse problema. Lula desprezou até uma lei estadual, de autoria do deputado Barbosa Lemos e sancionada por Marcelo Alencar, determinando que o Comperj fosse na localidade da Serrinha, em Campos, próximo a Quissamã, Carapebus Macaé, que compõem a Bacia de Campos.

Futura morada de caranguejos. Obras estavam adiantas

Optou, arbitrariamente, sem respeitar a lei estadual, pela Restinga da Marambaia, em Itaboraí, área não edificante. Agora, acertadamente, a Justiça embargou a obra. A Petrobrás garantiu que vai honrar todos os compromissos, mas não diz que se vai embarcar no que diz a lei estadual, indicando a Serrinha de Campos como local certo.

O fato é que se fosse em Campos, poderia utilizar a logista do Porto de Imbitiba, em Macaé. Agora, há a alternativa do Superporto do Açu. Só não mudam se não quiserem.

Com o fechamento do Comperj, 23 mil trabalhadores estão de braços cruzados