Archives for posts with tag: discriminação

PARA RENATINHO E O PSOL CEGOS TEM MAIS É QUE SER ATROPELADOS

Trata-se de um projeto de lei discriminatório, que atende contra os direitos dos portadores de deficiência visual, para falar o politicamente corrente correto, proposto pelo vereador Renatinho, do PSOL, eleito justamente com o votos dos deficientes e sabidamente portador de uma deficiência.renatinho

Fez pior:  segundo a  Lei 3.006 o tempo de sinal sonoro durante o dia diminuiu. Será de apenas 30 segundos, e não mais do tempo que um ou mais veículos destiverem manobrando para entrar ou saindo das garagens..  Que horrar, meu Deus!

Deveria propor também que fossem retiradas  das urnas eletrônicas  os números grafados em braile. Assim, cego não poderia votar, ou votaria errado etc etc.

Onde estava o vereador Renatinho que não percebeu essa discriminação. Para ele, cedo tem que ficar trancado em casa. Por este projeto, cai a máscara dele e do PSOL que o assessora, e nada fica a dever às propostas mais cretinas, dos mais cretinos políticos reacionários.marca-cegos

Ao invés de se orgulhar desse feito, distribuir folhetos destacando essa violação ao direito de informação (sonora) dos cegos, o vereador deveria ter vergonha do que fez,      que – a rigor – enxovalha todo seu passado de luta (e lutou muito) contra a discriminação dos deficientes (não dá pra ser politicamente correto agora, sou comunicador).

Agora inês é morta. Renatinho e o PSOL já demonstraram do que são capaz…

Anúncios

O desgovernador do Rio xingando estudante negro em plena campanha. Além de racista discriminador, ele afundou a educação do Estado, ultimo lugar em todo Brasil. Eu não quero isso pra Niterói. Agora a escolha é entre Cabral – o mau  e Felipe Peixoto do bem.



Candidato é movido pelo ódio e preconceito contra seu ex-amigo –

O que Rodrigo Neves fez por Niterói. Enquanto vereador, qual a Lei de sua autoria que ajudou a cidade e seu povo? E na condição de deputado, qual é de sua autoria?

Claro que se houvesse, ele divulgaria, faria um estardalhaço. Só que não tem e apela para outros argumentos para enganar o eleitor: perseguir Felipe Peixoto, este sim um campeão de votos e proposições. Um trator para trabalhar.

Um homem de duas caras, Aqui Rodrigo é careca

mas aqui parece ter cabelo na testa

Conheço Rodrigo Neves, é um ótimo rapaz (como tantos mais), eu compraria uma bicicleta velha dele,  mas não lhe confiaria os destinos de Niterói. Não tem preparo nem bagagem para isso.  Em matéria de politica, Rodrigo ainda está no jardim de infância, natural que seja um destemperado feito macaco em loja de louça. Ainda tem muito que aprender.

Mas onde Rodrigo Neves erra numa campanha se pulou na frente?

No ódio, na falta de proposta, na falta de provar que decorridos tantos anos de mandato eletivo fez alguma coisa de boa para Niterói. Então, precisa esconder essa fraqueza, contar histórias, apelar para o pior dos preconceitos: macular uma pessoa porque teve câncer.

Para Rodrigo, só Lula e Dilma podem ter câncer; Jorge Roberto não. Porrada nele! Aproveita de uma fatalidade para tirar proveito eleitoral. Nisso Rodrigo Neves é bom, em bater nos combalidos. Ao invés de uma palavra amiga, um gesto de carinho a quem tanto lhe lhe deu a mão, porrada, toda porrada do mundo.

Essa cidade pode não estar contente com Jorge Roberto, mas jamais deixará de lhe ser grata, de agradecer por tudo que fez, de ter com ele um caso de amor.

Essa é a diferença, a palavra chave: AMOR.

Rodrigo não sabe amar nem respeitar a cidade. É movido pelo ódio a Jorge e Felipe. Está claro nas promessas que faz, nos abraços que dá nessa campanha milionária que inunda as ruas e praças sem a menor empatia.

Não há males que bem pra bem. O mal só produz o mal, ninguém que planta alface colhe banana. Irá colher exatamente o mal que plantou. Felipe Peixoto semeia o amor e essa campanha se desenhou como a luta do amor contra o ódio, do bem contra o mal. Está nas mãos do eleitor de Niterói fazer a sua opção. Se quer um governante com AMOR no coração votará em Felipe; Se quer ser governada por quem apela desde adota tantos atributos da maldade (intolerância, preconceito contra doente, desumanidade), que vote em Rodrigo Neves.

É uma questão de escolha!