Archives for posts with tag: Paulo Bagueira
sala

Nova sala de reuniões da Câmara

A Câmara de Vereadores de Niterói entrega nesta quarta-feira (27/04), às 15 horas, a nova sala de reuniões das comissões permanentes, uma nova galeria de exposições e um elevador que dará acesso ao segundo pavimento do histórico prédio do legislativo municipal. A solenidade de entrega acontece às 15 horas e homenageará os ex-vereadores, Carlos Alberto Magaldi e Carlos Augusto Bittencourt (Gugu), ambos falecidos no ano passado.

bagueira

Presidente Paulo Bagueira

“A atual legislatura, dando prosseguimento ao projeto de modernização e manutenção do patrimônio histórico e qualificação dos serviços oferecidos à população e aos vereadores para melhor desempenho das funções, entrega esses novos espaços e equipamentos ao público”.

Para facilitar o acesso dos contribuintes e funcionários ao segundo piso será inaugurado o elevador, antiga reivindicação das pessoas com deficiência. Na saída do elevador começa a funcionar o corredor cultural e galeria Vereador Carlos Augusto Bittencourt, o Gugu. Ali será aberta ao público a exposição de fotografias de Paulinho Muniz, retratando as obras do arquiteto Oscar Niemeyer construídas em Niterói.

Outra melhoria entregue à população serão as obras de reforma e revitalização do Salão Nobre Aluízio Albuquerque Silva do Valle. O espaço teve todo o madeiramento restaurado em sua forma original, com pintura do teto, manutenção das luminárias e restauração do assoalho.

Fechando o pacote será aberta a Sala de Reuniões Vereador Carlos Alberto Magaldi. Ali serão realizados encontros das comissões permanentes, reuniões de vereadores e recepção a autoridades diversas para trabalho. “O elevador era um compromisso da minha administração, demoramos um pouco por conta da aprovação dos órgãos ligados ao patrimônio histórico. Vai facilitar o acesso aos setores administrativos do segundo andar e ao salão nobre. A sala de reuniões vai dar mais conforto e dinamismo aos vereadores e convidados. Magaldi e Gugu, que dão nome aos espaços, foram pessoas marcantes na história dessa Casa e na vida de toda a cidade”, conta Bagueira.

Anúncios

PREFEITO PODE DORMIR TRANQUILO.

Bgueira será apenas candito a Vereador

Bagueira só quer saber de sr vereador

O presidente da Câmara de Niterói, Paulo Bagueira, não é e nem será candidto a Prefeto em hipótese lguma, contrariando quem torcia fervorosamente para que disputasse o pleito majoritário.
“Bagueira não só desmente como desutoriza a veiculação do seu nome em especulações. Ele é candidato apens a vereador e est´empenhado e formar uma nominta para eler, no mínimo, cinco vereadores” contou sua assessorria.

Presideente do Solidariedade não diz que sim, mas também não nega

Paulo Bagueira está bem nas pesquisas

Paulo Bagueira está bem nas pesquisas

O jornal EXPRESSÃO OCEÂNICA qu circula na próxima semana publicará reportagem dando conta de que o vereador e presidente da Câmara Municipal de Niterói, Paulo Bagueira, poderá ser lançado candidato a prefeito da cidade. Conta a seu favor pesquisa de opinião indicando que é grande a rejeição ao nome do prefeito Rodrgo Neves e ao Partido dos Traalhadores..
O primeiro sinal de insatisfação da base ccom o prefeito já foi dado: a pauta da Camara está trancada, não se vota nenhuma matéria de interesse do preeito. Quem tira proveito da situação é o vereador de oposição Bruno Lessa, que aroveita para encher a pauta com “Requerimentos-Bomba”.O ambiene é profícuo para emplacar proposições que obriguem o prefeito a prestar esclarecimentos sobre asuntos ocultos sigilosos, ocultos do público.

BAGUEIRA DESCONVERSA
Paulo Bagueira não confirma nem nega, disse apenas que está “na bae de aoio ao governo, no momento preocupado em montar a nominata de candidatos proporcionais. Coo presidente do Solidariedade de Niterói é essa a minha preocupação no momento”, informou por intermédio de sua assessoria.Reparem que sequer o nome de Rodrigo Neves parece no texto. Bagueira fa referência apenas ao governo.
Mas a pressão é grande, Insatisfeita, a base está disposta caminhar com Bagueira. Tanto que apóia integralmene o trancaento da pauta.
Para o líder do governo, vereador Gallo, “trata-se de uma especulação sem pé nem cabeça, rebedia de momento. Logo, logo tudo se ajeita, a base estará unida em torno de Rodrigo. Mas se você quer sber (o repórter), PBagueira é um nome ue honra e dignifica a cidade e possui todas as credenciais para ser prefeito. Mas agora é hora de da a Rodrigo condições de acabar a obra qu começou”.

CRAQUE  RECEBE NO DIA 25 TÍTULO DE CIDADÃO DE NITERÓI   

pRESIDENTE DA cÂMARA, pAULO bAGUEIRA

pRESIDENTE DA cÂMARA, pAULO bAGUEIRA

 No próximo dia 25, às 18 horas, no plenário da Câmara de Niterói, o senador da República e ex-jogador de futebol Romário de Souza Faria vai receber o Título de Cidadão Niteroiense, por iniciativa do vereador Andrigo de Carvalho (Solidariedade). Romário, ídolo do Vasco, Flamengo e América, fez parte da seleção brasileira que foi tetracampeã em 1994, nos Estados Unidos, nasceu em janeiro de 1966, na comunidade do Jacarezinho, subúrbio do Rio de Janeiro. De origem humilde e incrível talento para o futebol, o popular “Baixinho”, venceu na vida esportiva. Na Copa dos Estados Unidos, no tetracampeonato, se tornou o melhor jogador do mundo.

Com grandes vitórias no gramado, Romário fundou o Instituto Romário de Souza Faria, em 1995, idealizando o Projeto Romarinho que funcionou até 2002. No primeiro ano, este projeto teve o objetivo de diminuir as desigualdades sociais, criando oportunidades para crianças, jovens carentes e pobres, através do futebol. Mais tarde fez parceria com a Fundação do Vale do Rio Doce, estendendo o projeto para as cidades de Vitória (ES) e Itabira (MG).

Romário, apontado como craque dentro e fora do campo, foi eleito deputado federal em 2010 pelo PSB, com 146.859 votos. Por sua trajetória e luta, Romário figura hoje como um dos grandes nomes da cena política fluminense. “Dada a sua atuação no Estado do Rio, sua importância na história recente do país, com reflexos significativos na formação da nova geração política de nossa cidade, é que justifica-se a concessão do Título de Cidadão Niteroiense ao senador Romário”, assegura o vereador Andrigo.

SAGRADA FAMÍLIA

Nesta sexta-feira, 18 de setembro, às 9 horas, o vereador Bira Marques preside Sessão Solene de entrega de Moção de Congratulação pelo Jubileu de Ouro do Instituto Religioso das Irmãs Missionárias da Sagrada Família. Na ocasião, também será entregue o Título de Cidadã Niteroiense à Madre Geral das Irmãs Missionárias da Sagrada Família, Irenita de Medeiros,

Somente nos últimos 25 anos, o Instituto atendeu mais de 34 mil usuários de forma direta e cerca de 136 mil famílias de forma indireta nos projetos sociais voltados para as comunidades nas áreas sociais e de educação. Natural de Pato de Minas, a Irmã Irenita desenvolve trabalhos sociais em comunidades de Niterói desde 1975.

Lava-Jato: Gallo pede a Moro para pagar aos 15 rmil operários  demitidos em Niterói

A Câmara Municipal de Niterói encaminhará nos próximos dias pedido ao Juiz Sérgio Moro, da Lava-Jato, para que o dinheiro recuperado na operação seja prioritaiamente destinado à formação de um fundo de assistênccia imediata aos milhares de trablalhadores de estaleiros quee estão sem receber salários desde ue a crise começou.
– Famílias bem estruturadas desmoronaram da noite pro dia. Seus chefes trabalharam e não receberam nada. Estão com a luz e a água ccortados, o consumo de remédios aumenou, falta comida na me sa dessa gente. Só em Niterói, são 15 mil trabalhadores em situação de miséria. “Estamos apelando ao Juiz Sérgio Moro para que ao invé de destinar todo dinheiro recuperado para a Petrobrás, uma parte seja usada prioritariamente para socorer esses operários – disse Gallo.

Mihares de trabalhadores trabaharam para a Petrobrás e não receberam

Mihares de trabalhadores trabaharam para a Petrobrás e não receberam

O vereador, autor de inumeras leis que aumentaram a qualidade de vidaa dos moradores de Niterói, propõe que, em âmbito nacional, seja criada uma lei para assegurar que os trabalhadores tem prioidade no recebimento de dinheiro devlvdo na Justiça. Hoje, ele pedirá ao residente da Câmara, Paulo Bagueira, que coloque em votação Requerimento propondo ao Juz Sérgio Moro que, por ofício, determine que parte do dinheio seja reservado e entregue aos funcionário dos estaleiros.

galloooo
– Só a Camargo Correia se comprometeu a devolver quase R$ 800 mihões pelo aacordo de leniência. Até agora, mais de R$ 2 bilhões fram recuperados. Não faz sentido atender apenas aos interesses d Peetrobrás, que foi tungada sim, mas os trabahadores, qu em ultima análise prestram serviços à Petrobrás fiquem a deusdará. Bem ou mal, a Petrobrás tem fonte de receita, enquanto os trabalhadores estão à mingua – isse. E ompletou.
“Esse pessoal sequer percebeu que poderia ocorrer demissão no stor, que ia de vento em popa, contratando mais e mais, crescendo dia a dia. De repente, o mundo dsaba. Nõ receberm os lários, os direitos trabalhaistas, nada, nada”.
Gallo explicou por que não inccluiu os trabalhadores do Comperj entre os beneficiaddos. “Somos de Niterói, só conhecemos a realidade daqui, que é gravísima. Num primeiro momeno, temos a obrigação de defende nosos opeários, pois todos setores estão seno prejudicados, de uma forma ou de outra” concluiu.estaleiro

CCJ DE NITERÓI  IMPEDE  BANCO QUE FINANCIA DEFICIENTES E RECURSO AO PLENÁRIO PODE DEVOLVER ESPERANÇA  A QUEM PRECISA

Caberá ao plenário da Câmara de Niterói julgar recurso interposto pelo Vereador Gallo, autor do projeto que criria o Banco da Acessibilidade, destinado a financiar a compra de equipamentos, próteses e até financiar projetos de inclusão do deficientes no mercado de trabalho. Ao ser submetido à Comissão de Constituição e Jusstça – CCJ – da Câmara Municipal, o projeto de lei recebeu parecer contrário do relator, vereador Rodrigo Farh, aprovado pela unnimidade dos seus membros.
Gall: – O banco é para financiar deficienes e não para distribuir dinheiro sem volta

Gall: banco é para  financiar deficienes  e não para distribuir dinheiro sem volta

Gall: banco é para financiar deficienes e não para distribuir dinheiro sem volta

– O p1rojto é semelhante a uma lei de minha autoria, quee crriou o Banco Popular de Niterói, que financia pessoas de baixa renda. A idéia e crriar um organismo que ajude as pessoas com deficiência a montar um negócio próprio, adquirir equipamentos (cadeira de rodas eletronica, máquinas e instruentos de robótica, entre outras) podendo atender a todo tipo de neessidade. . A CCJ, o invés de opinar sobre a onstitucionalidade e juridicidade do meu projeto, apenas foi ontra, impedindo a sua tramitação -dise Gallo.
Ao apresentar recurso ao plenário, Gallo disse ter certeza de que o parecer da CCJ será reformado. “A vda já é tão dura para as pessoas com deficiênia e cabe a nós minimizar os roblemas que elas enfrentam. Toda ação que causa embraço à vida dos deficientes tem que ser combatida. É isso que estou fazendo, lutar até o fim para o projeto ser transformado em lei”, completou
Pela segunda vez Gallo apela para um recurso
Pela segunda vez Gallo apela para um recurso
A idéia cenral do rojeto é financiar os deficientes de Niterói. “Não estamos falando de doações, mas, sim, de emréstimo a pessoas ue precisam mais ue as outras, dinheiro esse que volará aos cofres públicos para manter o sistema em uncionamento. Não é doação. Preetendemos ue o banco da Acessibilidade financie o deficiente qqu queir montar uma pequena indústria, um comércio ou emresa de prestação de serviço. O banco também poderia dar fiança para aluguel, aquisição de equipamentos mais avançado e até vigens ao exterrior para tratamento de sade. Trata-se de um projeto plural, que deu muito trabalho para ser elaborado, demandou pesquisas para morrer assim numa canetada da CCJ. Como acreedito na boa vontade do conjunto de vereadores, estou recorrendo a eles”, finalizou.
Caberá ao presiente Paulo Bagueira colocar o recurso em votação. Esta semana, odos os vereadores rceberam c´pias do recrsos, para qu pudessem estudar com antecipação. Esta é a segunda vez que Gllo apela ao plenário para que um projeto de sua autoria siga em frente. O outro foi contra parecer da mema CCJ, que tenta vetar a lei que obriga o uso de colete por condutores e caronas de motocicletas. O recurso ainda não foi à votação

O glorioso Prefeito Rodrigo Neves quer mesmo atropelar a Câmara de Vereadores.  Inconformado com a insistência da Câmara de fazer a coisa certa, Glorioso promoveu reuniões de 19 vereadores com sua assessoria.bagueiraRelease distribuído pela Câmara revela o quanto o novo prefeito está intransigente.  Eis a íntegrada da nota distribuída à imprensa:

A Câmara de Vereadores de Niterói realiza nesta quarta-feira, dia 9, às 17 horas, sessão extraordinária para analisar os decretos 11.331, 11.333 e 11.327 que dão uma nova estrutura administrativa na Prefeitura, com a criação e extinção de secretarias e órgãos públicos. Na tarde desta terça-feira, dia 8, 19 dos 21 vereadores (apenas os vereadores Beto da Pipa e Luiz Carlos Gallo de Freitas não compareceram porque estavam viajando) se reuniram no gabinete da presidência com o procurador Geral do município, Carlos Raposo e com os secretários de Administração, Moacyr Linhares e Executiva do Prefeito, Maria Célia Vasconcelos. Eles discutiram os pontos polêmicos dos decretos e apresentaram as argumentações legais para a sua edição através de decreto.

 Pelo entendimento da Procuradoria da Câmara e defendida pelos vereadores, a criação ou extinção de cargos e órgãos públicos só podem ser feitos através de mensagem executiva que necessita aprovação da Câmara de Vereadores. O Presidente da Câmara, Paulo Bagueira (foto) disse que a reunião, que durou cerca de 2h30m, foi produtiva e que cabe agora ao executivo analisar as ponderações da Câmara e apresentar uma proposta. “A sessão de amanhã (quarta-feira) está mantida. Vamos aguardar um posicionamento do governo até lá”, disse ele.