Archives for posts with tag: pezão

DEPUTADA NÃO TEVE PRESTIGIO PARA ELEGER O FILHO VEREADOR E XINGOU ELEITORES. PREFERE NEW YORK

– Mesmo reconhecendo qie as pessoas passaram a lhe odiar na cidade do Rio, a decadente Deputada Cidinha Campos (PDT) quer se aventurar a ser candidata a vice-governadora na chapa de Pezão (PMDB) ao governo do Estado do Rio de Janeiro.

Cidinha e o filho que não se elegeu, agora ser ser vice.

Cidinha e o filho que não se elegeu, agora ser ser vice.

Em que pese dizer que não gosta de campanha e prefere descansar em New York/USA, Cidinha tem feito caminho fundo junto às bases da futura coligação para impedir que o candidato predileto, o deputado Felipe Peixoto tenha seu nome homologado em convenção.

Cidinha sequer teve prestígio político para eleger o filho Ricardo Campos a vereador do Rio utilizando o mesmo número dela quando ela concorre à Alerj.

Fez pior, foi para a TV Alerj xingar  os eleitores de mentirosos só porque o filho dela não conseguiu se eleger. Não respeitou a meia-dúzia de gatos pingados que votaram no rapaz . Esse comportamento, fatalmente será lembrado em campanha e a ingratidão de Cidinha, deixando de agradecer aos eleitores votaram no seu filho poderá lhe custar a reeleição ou causar graves danos à candidatura de Pezão.

Ao invés de matar um leão por dia para reverter a tendência mostrada nas pesquisas, terá que matar uma alcatéia por segundo.

O nome de Cidinha é mais pesado que a Serra de Carajás.

Contra ela pesam também acusações de se meter na seara alheia, fazer cortesia com chapéu alheio, como quando levou o Procon a investigar empresas de ônibus, fechar restaurantes e outras de competência de outros órgãos.

O deputado Felipe Peixoto, que tem a preferência do PDT e PMDB, não possui  histórico tão negativo….

Melhor Cidinha dar um pulo em New York, passear na Broadway , Central  Park,Museus etc e deixar os morros, favelas, malandros e caipiras para quem tem disposiçao. Abaixo  a reprodução de parte do discurso em que a deputada xinha os eleitores:

Anúncios

Com qualquer resultado, Felipe só tem a ganhar: conheça as hipóteses

Onde vai a corda,  vai a caçamba. Alguém ai tem mais duvidas?

Onde vai a corda, vai a caçamba. Alguém ai tem mais duvidas?

 

Vice de Pezão parece ser  a melhor alternativa para o  deputado do PDT Felipe Peixoto nas eleições de outubro.

Ainda que seja montado um chapão para a Câmara a Federal com o PMDB, PDT,  PP, PSD e PSC, Felipe teria que quebrar o recorde mundial do 100m rasos, posto que a disputa é com outros recordistas, em campanha  há mais tempo.

Apesar denPezão não estar bem nas pesquisas, não será difícil  desvincular sua imagem de Sérgio Cabral, que deixa o cargo depois do carnaval. Pezão é um tocador de obras, tudo que anseia o Interior do Estado, dominado por Anthony Garotinho.

Mal saído de uma campanha para Prefeito de Niterói feita em quatro meses, Felipe –apesar do sucesso, perdendo por poucos votos,-  contraiu muitas dívidas e as vem pagando em suaves prestações. Entrar numa eleição descapitalizado e  dependendo só dele é um risco desnecessário.

Pezão e Felipe Peixoto, sempre juntos

Pezão e Felipe Peixoto, sempre juntos

Além do mais, a eleição terá dois turnos. A se confirmar o que indicam as pesquisas, no segundo turno os eleitores de Felipe e Pezão serão o fiel da balança. Esse apoio poderia significar a manutenção da Secretaria de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca, que vai muito bem, se fizer a escolha certa. Isso parece tranquilizar as bases de Felipe e dar-lhe um gás para começar a campanha pela retomada da Prefeitura pelo PDT, que vai ser um pega-pra-capar e talvez com a presença de Jorge Roberto Silveira, que já começa a deixar saudades. Em caso de derrota em 2014, a dobradinha PMDB e seus aliados seria reeditadaem 2016.

De certo modo isso explica o pânico que assolou o PT de Niterói depois que noticiamos aqui a preferência do PMDB por Felipe. Pavor, foram tomados de verdadeiro e irresistível  pavor…

Ser vice na chapa de Pezão não é só uma questão de inteligência, mas de sobrevivência. Vai que…

ACORDO  COM COMTE BITTENCOURT IMPEDE REELEIÇÃO PARA ALERJ

Tudo está caminhando para que o niteroiense Felipe Peixoto (PDT) seja candidato a vice-Governador com Pezão. O próprio Felipe (na foto abaixo), que perdeu a disputa para a Prefeitura de Niterói para o petista Rodrigo Neves, até admite aceitar o desafio.

felipe peixoto

Candidato a deputado federal no PDT, o próprio Felipe admite desistir e formar a chapa de Pezão, que assumirá o Governo do Estado a partir de abril com a desencompatibilização de Sérgio Cabral para concorrer ao Senado.

A única coisa fora de cogitação para Felipe é concorrer à reeleição de Deputado Estadual. Ele firmou compromisso com o deputado Comte Bittencourt (PPS) de que o apoiaria para a Alerj.  Nem em sonho Felipe admite romper o trato, mesmo com o PDT estando sem nominata para Deputado Federal.

Nesse caso, as bases de Felipe Peixoto apostam na formação de uma grande aliança para a Câmara Federal, envolvendo inclusive o PMDB. Só assim Peixoto teria chances de se eleger deputadp federal

Tudo que Felipe será confirmado o vice de Pezão. Essa é uma vontade muito forte do PMDB e de muitos setores do PDT. Quanto às possibilidades de vitória só o tempo dirá, uma vez que Pezão deu conta das atribuições que teve no governo Cabral: tocar obras, não se envolvendo em políticas de pessoal e administração, entregue a outras pessoas. E tudo de positivo do governo Cabral deve-se a Pezão, um homem de palavra. É melhor ser vice de Pezão do que ser bem votado para federal e o partido não ter legenda para fazer deputado.

.

F

C

icaro moreno

Este homem, Ícaro Moreno Júnior, na presidência da Emop (empresa de obras do RJ),  desviou dinheiro enviado para atender às vítimas das chuvas que mataram milhares de pessoas na Região Serrana do Rio. Já se provou que houve o desvio (não terá sido furto qualificado?), mas esse panacão continua livre, leve e solto pela ai. Ele é homem de confiança do vice-governador Pezão e de Sérgio Cabral. Nunca se esqueçam. O máximo que a Justiça fez foi bloquear seus bens. Praticou improbidade em nome do Governador. Quero ver no que vai… talvez nunca seja julgado.

Na hora do expediente, Cabral e Pezão usam os cargos para tentar conter o declínio do candidato do PT.

A prova do crime eleitoral, Governaqdor e Vice assinam em nome do Estadp pacto com candidato do PT. Ato serviu para produção de propaganda de Rodrigo, que despenca ladeira abaixo..

Quanta hipocrisia,  Governador Sérgio Cabral!

Na condição ordenador de despesas do Estado, só agora, em plena eleição, no seu segundo mandato, é que tem a cara de pau de dizer que vai construir isso e aquilo em Niterói, um monte de coisas em dois anos  para impulsionar a campanha de Rodrigo Neves, seu afilhado. Nada fez em seis, como fará em dois?

Por que o governador não fez isso antes, ao mesmo tempo em que no Rio?

Por que utilizar o período eleitoral para subir no palanque, na condição de Governador, para praticar um ato administrativo, qual seja assinar protocolo de campanha política?. Isso é vedado em lei, colocar a máquina do Estado a favor de uma candidatura. Onde estão os advogados do PDT.

Sempre disse aos companheiros que Sérgio Cabral odeia Niterói, que a trata como subúrbio do Rio de Janeiro, desprezando inclusive o fato de ter sido ex-capital de um Estado pujante e que sustenta a capital, quem nada produz, é uma sanguessuga das riquezas do antigo RJ, como o petróleo e álcool de Campos e Macaé, da Reduc de Caxias, da energia de Angra e do Aço de Volta Redonda, apenas para citar algumas fontes de renda do Rio.

Que coisa feia, o governador no palanque feito um cabo eleitoral qualquer. E o jornal O Fluminense lá, pronto para transformar a reportagem em informe publicitário, Onde está o Ministério Público Eleitoral que nada fez?

Cabral veio a Niterói assinar protocolo com a Prefeitura, usou seu expediente de Governador, recursos públicos e trouxe o vice (só não trouxe Picciani porque este é um homem de palavra, não trai os compromissos) para tentar alavancar a candidatura de Rodrigo Neves, que cresce feito rabo de cavalo, para baixo.

Melhor que seja assim, que mostre para o eleitor que não um político em quem se deve confiar, pois traiu dois amigos: Felipe Peixoto e Sérgio Zveiter. Se foi capaz de trair quem esteve ao seu lado, quem foi seu secretário de estado, quanto mais o eleitor esclarecido de Niterói.

Juiza Denise Frossard, que botou na cadeia a máfia do Bicho, liderava as pesquisas, era um estorvo para os banqueiros, que descarregaram tudo em Cabral, que a venceu. Niterói não esquece seus traidores.

Que esperar de um governador que, na primeira vez, foi eleito com ajuda dos banqueiros do jogo de bicho, temerosos de que Denise Frossard ganhasse a eleição. Para aqueles criminosos,  que amargaram uma cadeia prolongada por sentença da juíza Denise Frossard, era imperioso eleger Cabral. E elegeram. Para fazer o que estamos a assistir agora. Caiu a máscara, o governador que desfez da escola superior da PM de Niterói, que queria transformar o Caio Martins num conjunto habitacional, agora sabemos qual é a de Rodrigo Neves.