Archives for posts with tag: prefeitura

Rua estreita, de mão dupla e transito lento, que liga zonas Norte e Sul e Regiao Oceânica ao Centro não suportará movimento esperado –

 

mundial

O Mundial terá frente para Vital Brazil e Santa Rosa e obras deve ficar prontas no final de 2016

O ex-candidato a p refeito pelo PR, Wolney Trindade, está denunciando a construção de um hipermercado (“maior que o Guanabara”) na rua Mário Viana, via de mão dupla que liga Pendotiba e Região Oceânica de Niterói ao Centro e a Zona Sul à Zona Norte. Segundo Wolney, a Mário Vana e Noronha Torrezão não comportam esse tipo de empreendimento, pois são vias estreitas, de mão dupla e com tráfego intenso e lento o tempo todo.

– Quero saber se houve estudo de impacto de vizinhança para a concessão da licença de obra. Nada contra o hipermercado Mundial se instalar na cidade, mas nunca numa via que já é estrangulada de manha à noite. Já temos o triste exemplo do Supermercado Guanabara, instalado em vias de trânsio rápido, como a Jansem de Mello e Marechal Deodoro. A Mario Viana é um ovo, de mao dupla, estreitinha, não comorta esse tipo de comércio- atirou Wolney.

O ex-deputado está solicitnado certidões na Prefeitura e pretende entrar com ção Popular, com pedido de liminar para suspender as bra, que já começaram pelo lado da Avenida Ari Parreirs.

– Só quero ver como vai ficar o retorno, ali na Ari Parreira com Mario Viana quando esse hipermercadoestiver funcionando. O certo seria a Prefeitura cuidar do alargamento da Mário Viana o quanto antes, pois existem vários prédios sendo construídos, o que aumentará ainda mas o flxo de veículos na via. Ao que tudo indica, não fizeram um estudo de impaco ambiental, não ouvira a vizinhança, fizeram tudo na moita, no bico-calado, como fizeram com o Guanabara – cncluiu.

Anúncios

Presideente do Solidariedade não diz que sim, mas também não nega

Paulo Bagueira está bem nas pesquisas

Paulo Bagueira está bem nas pesquisas

O jornal EXPRESSÃO OCEÂNICA qu circula na próxima semana publicará reportagem dando conta de que o vereador e presidente da Câmara Municipal de Niterói, Paulo Bagueira, poderá ser lançado candidato a prefeito da cidade. Conta a seu favor pesquisa de opinião indicando que é grande a rejeição ao nome do prefeito Rodrgo Neves e ao Partido dos Traalhadores..
O primeiro sinal de insatisfação da base ccom o prefeito já foi dado: a pauta da Camara está trancada, não se vota nenhuma matéria de interesse do preeito. Quem tira proveito da situação é o vereador de oposição Bruno Lessa, que aroveita para encher a pauta com “Requerimentos-Bomba”.O ambiene é profícuo para emplacar proposições que obriguem o prefeito a prestar esclarecimentos sobre asuntos ocultos sigilosos, ocultos do público.

BAGUEIRA DESCONVERSA
Paulo Bagueira não confirma nem nega, disse apenas que está “na bae de aoio ao governo, no momento preocupado em montar a nominata de candidatos proporcionais. Coo presidente do Solidariedade de Niterói é essa a minha preocupação no momento”, informou por intermédio de sua assessoria.Reparem que sequer o nome de Rodrigo Neves parece no texto. Bagueira fa referência apenas ao governo.
Mas a pressão é grande, Insatisfeita, a base está disposta caminhar com Bagueira. Tanto que apóia integralmene o trancaento da pauta.
Para o líder do governo, vereador Gallo, “trata-se de uma especulação sem pé nem cabeça, rebedia de momento. Logo, logo tudo se ajeita, a base estará unida em torno de Rodrigo. Mas se você quer sber (o repórter), PBagueira é um nome ue honra e dignifica a cidade e possui todas as credenciais para ser prefeito. Mas agora é hora de da a Rodrigo condições de acabar a obra qu começou”.

FARRA DO PT COM ABSURDOS NÃO PARA DE CRESCER

romário

Parece que é proposital. O Brasil, em todos escalões, além de não cumprir os prazos das metas e diretrizes, chega a gastar 10  vezes mais do que a estimativa orçamentária (como é o caso do PAN do Rio). Nada sai abaixo do custo, não há economia nem economistas. O PT é de longe o campeão do esbanjamento.

Em junho, vai completar oito anos que o Exercito Brasileiro ocupa o miserável Haiti, que era pra durar pouco e  custar 150 milhões. Desde 2004, já foram consumidos 5 bilhões de dólares, e nossos serviços de saúde estão podres.

Recentemente, Dilma perdoou as dívidas dos ditadores africanos em mais de 240 milhões de dólares, enquanto nossa educação pública vai de mal a pior e dizem não haver dinheiro para reformar escolas e melhorar salários dos professores.

Que dizer da gentileza de doar  US$ 1 bilhão para Cuba de Fidel modernizar seu porto, enquanto os do  Brasil estão sucateados, com filas quilométricas de caminhões.  Como Dilma é generosa…

copa charge

E o superfaturamento da Copa do Mundo?  O PT fez escola no jogos do PAN aqui no Rio de .Janeiro. No exagero, custariam 300 milhões de reais. A conta fechou, para delírio dos petistas, em salgados 5 bilhões. Até agora, o superfaturamento está em 10,8 bilhões. Só em janeiro de 2014, gastaram-se 1 bilhão de reais acima do prevista e vai assim até o início da Copa.

Todos os índices indicam que o Brasil vai mal, que a industria parou, que a saúde está sucateada, que é preciso economizar… mas Dilma e o PT não sossegam, esbanjam com medo de perder as eleições.

A previsão de gastos com a Copa (e eu falo de gastos federais, sem contar o que as Prefeitas e os Estados investem). Não há cálculo que se fecha. O dinheiro gasto na reforma do Maracanã daria para construir pelo menos outros três estádios igualzinhos.  O que deveria custar 200 milhões, passou dos 1 bilhão e 200 milhões de reais.

 

 

 Na verdade, pesquisa indica que Felipe Peixoto poderia estar na frente de Rodrigo Neves

Felipe está sendo vitima da mais vil e enganosa manipulçação de noticia sobre pesquisa eleitoral na história de Niterói

Mais uma vez, de modo tendencioso, o jornal O FLUMINENSE despreza a verdade e faz de tudo para colocar Rodrigo Neves em vantagem nas pesquisas de intenção de votos.

Neste domingo, O FLU deu uma lição de como não se faz jornalismo, do seu desprezo pela verdade e do quanto está comprometido com a campanha do PT. Nada contra os colegas que lá militam, ótimos profissionais, mas que decerto são obrigados a praticar um haraquiri moral,

O jornal despreza o fato de Felipe Peixoto ter saído de 0% de intenções para ficar rigorosamente empatado com Rodrigo Neves, que liderava as pesquisas até então.

O jornal publicou uma pesquisa muito estranha, encomendada por certa União Brasileira Beneficente do Servidor Público (nunca ouvi falar!!), que gastou R$ 28 mil, registrada no dia 10 de setembro.

Ora, qual o sentido de publicar hoje uma pesquisa tão velha, tão desatualizadas as coisas mudam todos os dias? Como desprezar o empate na pesquisa espontânea, de 27 a 25%?

É que Felipe Peixoto cresce meteoricamente, dia após dia, e a pesquisa revela um dado assustador para o PT e seus parceiros: num eventual segundo turno, os dois estão rigorosamente empatados também, considerando a margem de erro para mais ou para menos.

Segundo o jornal tentou esconder, Rodrigo teria 35% dos votos e Felipe 32. Como a margem de erro é de 4%, não há que se falar em vantagem de Rodrigo nem desprezar que Felipe poderia ter 36% e Rodrigo 31%, dentro da margem de erro… E pensar que em julho Rodrigo tinha quase 80% das intenções num segundo turno contra os demais candidatos. A queda é desanimadora, quanto mais a verdade aparece (Rodrigo nunca fez nada por Niterói, só a prejudicou), ele despenca.

O PDT tem informações de que Felipe está 6 pontos à frente de Rodrigo. As pesquisas encomendadas ao Ibope pelo PSD de Zveiter, revelam o crescimento vertiginoso de Felipe em apenas dois meses. Na  ultima, Felipe tem 9 pontos à frente de Rodrigo.

Esta semana, a TV Globo encomendou mais uma pesquisa ao Ibope, que ainda vai ser registrada sobre as eleições em Niterói e outros municípios.

Parece que estou ouvindo a mesma notícia de outras vezes, o apresentador anunciando: reviravolta em Niterói… tomara, pois não dá  para confiar em quem faz jornalismo de manipulação de pesquisa e faz de tudo para esconder a verdade.

O PSD de Sérgio Zveiter contratou mais uma pesquisa do Ibope. Anteriormente havia contratado o mesmo instituto para fazer uma super pesquisa sobre a intenção de votos para Prefeito e não divulgou.

Novamente, está gastando 45 mil reais para outra pesquisa, registrada no TSE sob o número – RJ-00098/2012. O trabalho deve ser encerrado na data de hoje, veja os dados abaixo:
Dados da Pesquisa
Número do protocolo: RJ-00098/2012

Data de registro: 14/09/2012

Data de divulgação: 19/09/2012

Empresa contratada: IBOPE INTELIGÊNCIA PESQUISA E CONSULTORIA LTDA.

Eleição: Eleições Municipais 2012

Cargo(s): Prefeito Vereador

Abrangência: NITERÓI/RJ

Contratante: ELEIÇÃO 2012 COMITÊ FINANCEIRO RJ ÚNICO PSD NITERÓI – Av. Ernani do Amaral Peixoto, 479 – Sala 1201 – Centro – Niterói/RJ. CEP: 24.020-074 – 15.819.531/0001-88

Origem dos recursos: ELEIÇÃO 2012 COMITÊ FINANCEIRO RJ ÚNICO PSD NITERÓI – Av. Ernani do Amaral Peixoto, 479 – Sala 1201 – Centro – Niterói/RJ. CEP: 24.020-074 – 15.819.531/0001-88

Pagante do trabalho: ELEIÇÃO 2012 COMITÊ FINANCEIRO RJ ÚNICO PSD NITERÓI – Av. Ernani do Amaral Peixoto, 479 – Sala 1201 – Centro – Niterói/RJ. CEP: 24.020-074 – 15.819.531/0001-88

Valor (R$): 45.890,00

Estatístico responsável: Márcia Cavallari Nunes

Registro do estatístico no CONRE: 6208-A

Registro da empresa no CONRE: 4375-94

Data de início: 14/09/12 Data de término: 19/09/12 Entrevistados: 805

Candidato é movido pelo ódio e preconceito contra seu ex-amigo –

O que Rodrigo Neves fez por Niterói. Enquanto vereador, qual a Lei de sua autoria que ajudou a cidade e seu povo? E na condição de deputado, qual é de sua autoria?

Claro que se houvesse, ele divulgaria, faria um estardalhaço. Só que não tem e apela para outros argumentos para enganar o eleitor: perseguir Felipe Peixoto, este sim um campeão de votos e proposições. Um trator para trabalhar.

Um homem de duas caras, Aqui Rodrigo é careca

mas aqui parece ter cabelo na testa

Conheço Rodrigo Neves, é um ótimo rapaz (como tantos mais), eu compraria uma bicicleta velha dele,  mas não lhe confiaria os destinos de Niterói. Não tem preparo nem bagagem para isso.  Em matéria de politica, Rodrigo ainda está no jardim de infância, natural que seja um destemperado feito macaco em loja de louça. Ainda tem muito que aprender.

Mas onde Rodrigo Neves erra numa campanha se pulou na frente?

No ódio, na falta de proposta, na falta de provar que decorridos tantos anos de mandato eletivo fez alguma coisa de boa para Niterói. Então, precisa esconder essa fraqueza, contar histórias, apelar para o pior dos preconceitos: macular uma pessoa porque teve câncer.

Para Rodrigo, só Lula e Dilma podem ter câncer; Jorge Roberto não. Porrada nele! Aproveita de uma fatalidade para tirar proveito eleitoral. Nisso Rodrigo Neves é bom, em bater nos combalidos. Ao invés de uma palavra amiga, um gesto de carinho a quem tanto lhe lhe deu a mão, porrada, toda porrada do mundo.

Essa cidade pode não estar contente com Jorge Roberto, mas jamais deixará de lhe ser grata, de agradecer por tudo que fez, de ter com ele um caso de amor.

Essa é a diferença, a palavra chave: AMOR.

Rodrigo não sabe amar nem respeitar a cidade. É movido pelo ódio a Jorge e Felipe. Está claro nas promessas que faz, nos abraços que dá nessa campanha milionária que inunda as ruas e praças sem a menor empatia.

Não há males que bem pra bem. O mal só produz o mal, ninguém que planta alface colhe banana. Irá colher exatamente o mal que plantou. Felipe Peixoto semeia o amor e essa campanha se desenhou como a luta do amor contra o ódio, do bem contra o mal. Está nas mãos do eleitor de Niterói fazer a sua opção. Se quer um governante com AMOR no coração votará em Felipe; Se quer ser governada por quem apela desde adota tantos atributos da maldade (intolerância, preconceito contra doente, desumanidade), que vote em Rodrigo Neves.

É uma questão de escolha!

CANDIDATO DO PT NADA FEZ POR NITERÓI

Rodrigo Neves já é um político de muitos mandatos. Enquanto vereador justificava-se o nada que fez pela cidade. Afinal, era da oposição, até o PT compor com Jorge Roberto e arrumar uma boquinha para Rodrigo ser Secretário de Ação Social, ficar mais próximo de Jorge Roberto e assim sedimentar sua pretensão de ser o vice-prefeito em 2000. Também nada fez como secretário municipal, a não ser aumentar a quantidade de passes-livres para ônibus, o suficiente para se eleger deputado estadual.

Rodrigo ri de que? Só pode ser de deboche

Nessa condição, não se tem registro de nenhuma obra, benfeitoria ou coisa assim que o deputado Rodrigo Neves fez pela cidade. Pior: ele se destaca justamente pela omissão, pelo que não fez, pegando carona no esforço alheio, como no caso da indústria naval, cujo soerguimento começou com Fernando Henrique, lá atrás,

O que Rodrigo Neves pode bater no peito e dizer: eu fiz? Nem o Liceu, onde se projetou, mereceu a atenção dele. Estão lá, alunos e professores desprezados por Rodrigo. Além de omisso o moço é ingrato, nada fazendo pelo Liceu Nilo Peçanha. Que dizer de quando o Governador decretou a extinção do Colégio da PM no Fonseca! A mesma  vista grossa

A omissão do deputado Rodrigo Neves tem efeito devastador. Mesmo tendo a pretensão de ser candidato a Prefeito de Niterói, assistiu de camarote (quiçá não estimulou?) ao Governador Sérgio Cabral se desfazer do patrimônio público de sua cidade. A desprezar a segurança pública. A começar pela Escola Superior de Polícia Militar, revelando que não tem a menor preocupação com a educação. Nada fez para impedir que aquele patrimônio cultural e arquitetônico fosse negociado a preço de banana pelo governador, deixando o ensino superior público de Niterói banguela.

Que se dane o Colégio da PM. Rodrigo nada fez

Como acreditar que Rodrigo Neves se preocupa com a educação? Teve a faca e o queijo na mão, era um braço do governador e  nada fez. Nadinha. Seu adversário mais direto, Felipe Peixoto, ocupou-se juntamente com o vereador Gallo de tentar impedir a venda, tornando a Escola Superior da PM e seus entornos patrimônio público de Niterói. Mas perderam, pois o prefeito era Godofredo e o deputado de  Godofredo era Rodrigo Neves.

Rodrigo era o Deputado de Godofredo, de triste memória

Veio a venda do Caio Martins. Depois da tentativa de transformar o Campo de São Bento em estacionamento, ninguém esperava que fosse aparecer uma proposta igualmente absurda e acachapante, mais ridícula do que fazer desaparecer o Caio Martins. E a briga foi grande, enorme. E onde estava Rodrigo Neves naquela hora de medo e pavor de uma cidade agredida com a violência e inusitado da proposta? Em qualquer lugar, menos na trincheira em defesa do Caio Martins. Não há registro da intervenção de Rodrigo em defesa da cidade.

Como alguém tão omisso assim pode ter a pretensão de se eleger prefeito da cidade?

Esta escola não existe ,mais graças à omissão de Rodrigo e Godofredo

Na questão das Barcas ficou patente o desprezo. Antes, uma passagem de ônibus equivalia a 10 passagens nas barcas, Hoje, o preço dobrou, as barcas estão mais caras que os ônibus e o serviço piorou. Enquanto se demorava 25 minutos numa travessia no barcão, hoje se leva quase uma hora, entre a travessia e a espera em pé, dentro e fora da estação.

Area onde foi a ESPM e seu entorno não existe nada

Pode-se até dizer que Rodrigo Neves é pai e mãe da degradação das Barcas, tal sua falta de interesse em agir. O tal bilhete único só dá direito a uma passagem por dia. O coitado do usuário, pensando estar pagando menos, nem percebe que foi gatunado na roleta ao ultrapassar o máximo permitido de uma só viagem.

Esses são alguns exemplos que precisam ser mostrados e sobre os quais o Sr. Rodrigo Neves deveria se explicar para a população de Niterói e dizer por que não fez nada. Outros serão mostrados nesse espaço como forma de alertar os eleitores para o risco que correm.

Estudantes, seus pais e professores foram pra rua impedir o fechamento da escola

Prefere, isso sim, levar o debate para comparações entre Lula e Jorge. Ora, Jorge Roberto veio levando porrada direito e Lula e Dilma enaltecidos. Jorge foi crucificado pela fatalidade das chuvas como se Niterói não ficasse no Brasil, no Estado do Rio e que estava a merecer a atenção tanto do presidente quanto do governador.

Por que sobrou apenas para Jorge Roberto?

Porque Rodrigo e outros mais não pretendiam ser presidente da República nem governador. Cobiçavam o cargo de prefeito e para tanto era preciso culpar Jorge. E culparam. Não tem propostas, tem um culpado para mostrar, esquecendo o passado glorioso de Jorge Roberto Silveira;

Eu não esqueci.

Niterói do brilho é de todos. Niterói da chuva, da lama, dos deslizamentos é só de Jorge? E os demais políticos, como Rodrigo Neves e Sérgio Zveiter, o que fizeram pela cidade para evitar a tragédia?

Nada, como sempre.

Pesquisa eleitoral é uma coisa tão séria, mas tão séria, que tem uma lei especial só para tratar dessa questão. O jornal O Fluminense deu um “nem te ligo” para Justiça ao distorcer pesquisa de intenção de votos realizada pelo Mapear e divulgada na edição de terça-feira, 04/09em beneficio da candidatura do deputado Rodrigo Neves.

Primeiro erro: contrariou o disposto no art.11 da Resolução 23.364 do TSE, que exige que conste da divulgação o número de registro da pesquisa perante a Justiça Eleitoral, a margem de erro, o período da pesquisa, o nome da entidade, empresa ou candidato que contratou o serviço.

Deputado Rodrigo Neves, beneficiado pela fraude

A “matéria”, que mais parece um informe publicitário, além de não guardar respeito ao que exige a lei, modifica o questionário da pesquisa previamente registrada pelo Instituto Mapear no TSE sob o numero RJ-00067/2012.

Cristalino se revela que alguns  dados não correspondem aos  da pesquisa registrada, o jornal – no afã de beneficiar o candidato Rodrigo Neves – divulgou uma PESQUISA NÃO REGISTRADA. Pior ainda> não realizada pelo Instituto Mapear, posto as informações coletadas guardam relação com o questionário registrado no TSE como parte integrante do registro RJ-00067/2012. E meia-verdade é uma mentira completa e acabada.

Na edição de hoje jornal não fez a correção esperada

A questão nº 12 da pesquisa é clara: quer saber do  eleitor APENAS se o entrevistado acha que o apoio de Cabral, Lula, Dilma, Godofredo e Jorge Roberto aumenta diminui ou não altera a vontade do eleitor de votar em um candidato? Não há nenhuma referência ao candidato Rodrigo, especificamente, como dá a entender  a “matéria” de  O Fluminense.

Quer dizer: não existe a pesquisa nos termos do que o jornal publicou, mesmo porque a publicação em si é um acinte, um descaso com a Justiça Eleitoral deste país;

Outra não foi a intenção de O Fluminense senão beneficiar o candidato Rodrigo Neves, especialmente quando, por exemplo, é público e notório que Felipe Peixoto e Sérgio Zveiter gozam da simpatia do governador Sérgio Cabral. Ainda assim, por meio de uma manipulação grosseira, O Fluminense dá a entender que Rodrigo Neves é o preferido de Sérgio, quando isso NÃO CONSTA da pesquisa da Mapear.

Isso é fraude. E fraude é crime punido com a prisão do diretor-responsável pelo jornal (art. 35)  a pena de seis a um ano de cadeia,  nos termos do art. 3, § 4º da Lei 9504, de 30 de setembro de 1997, além das multas previstas, inclusive no § 3º do mesmo art. 33, que cominadas podem chegar a 200 mil UFIR.

Um jornal ou jornalista pode e deve dizer  claramente a quem apoia. É seu direito, como o fazem os maiores do mundo.  Mas tem que fazer isso de modo cristalino. Sem faz-de-conta ou modo subliminar, apenas dando a entender que prefere um em detrimento de outro ou mediante exposição de fotos e fatos que tendem a influir na escolha do eleitor.

O Fluminense perdeu o rumo nessa descontrolada tentativa de empurrar Rodrigo Neves goela abaixo dos eleitores de Niterói. Perdeu mais que isso: a credibilidade e compostura que Alberto Torres  edificou.

Com a palavra a Justiça eleitoral