Archives for the month of: Janeiro, 2016

FOI-SE UM MESTRE DA ESTÁCIO DE SÁ

Foi sepultado hoje, no Cemitério Parque da Colina, em Niterói, o corpo do compsositor Deo Silva, pai do compositor Gutavo Clarão, presidente da Viradouro. Deo estava acamado há vários meses devido ao mal de alzeimer, vindo a falecer na manhã de hoje (29/01).
Deo também era comsotir filho de compsoitor e sempre apoiou a trajetória do filho.

gustavo

Gustavo Clarão deu duplas alegrias ao pai. Formou-se em medicina e seguiu carreira artística. Como médico, não trabalha. Priorizou a vocação para ser músico, que adquiriu na infancia. Em todas as obras de Gustavo havia o dedo de Deo, seu maior crítico e genial mestre.

Anúncios

          O ano legislativo de 2016 será aberto oficialmente no próximo dia 15 de fevereiro, em sessão única, às 16h30m, quando será lida a mensagem executiva de abertura dos trabalhos, a cargo do Prefeito Rodrigo Neves (PT) ou de seu representante. Na sessão, o Executivo apresenta as suas metas de atuação para o ano e faz um balanço das atividades executadas até o momento. “É uma espécie de prestação de contas que o prefeito faz a Casa, além de mostrar as suas perspectivas de investimento e de trabalho para o ano de 2016”, explica o Presidente da Câmara Paulo Bagueira. No dia seguinte terá início as sessões legislativas ordinárias que acontecem sempre às terças, quartas e quintas-feiras a partir das 17 horas, com transmissão ao vivo pelo site da Câmara, no endereço eletrônico www.camaraniteroi.rj.gov.br

bagueira

            “Estamos entrando em um ano eleitoral, mas a exemplo dos anos anteriores, acredito que o processo político não irá interferir na nossa agenda de trabalho. Vamos, a exemplo dos últimos anos, debater e buscar soluções para os problemas da cidade, realizando as nossas audiências públicas e votando as matérias que chegar. Teremos, com certeza, trabalho em dobro, dentro e fora do plenário”, afirma Bagueira.

            A Secretaria da Mesa Diretora da Câmara fechou o balanço da produção da Câmara de Vereadores referente ao ano legislativo de 2015. Um total de 253 projetos de lei foram apresentados, sendo que 209 encontram-se em tramitação.  Desse total, 44 foram aprovados e se tornaram lei, sendo 35 sancionados e nove ainda em discussão entre o Legislativo e o Poder Executivo.

            Já entre os projetos de decreto legislativo foram apresentados 190. Noventa e dois dizem respeito a concessão de medalhas, 64 são diplomas de Personalidade do Samba, criado esse ano em homenagem ao vereador Carlos Magaldi; 32 são títulos de cidadão niteroiense e dois prêmios de certificado de ecologia.

            Entre as indicações legislativas, um dos instrumentos utilizados pelos vereadores, foram encaminhadas 2.048, a maioria solicitando obras de melhorias diversas em bairros da cidade. Um total de 180 requerimentos de informação foram protocolados ao Executivo e 740 moções de congratulação e aplausos entregues às mais diversas personalidades.

            “Apesar de atravessarmos um ano difícil politicamente, com uma crise econômica muito forte, não paramos de debater, de buscar soluções. As audiências públicas, que são instrumentos que aproximam os vereadores da população, chegaram a um total de 39 realizadas. Democraticamente, ouvindo todos os segmentos da sociedade, ouvindo Governo e oposição, avançamos.”, garante o presidente Paulo Bagueira (SDD).

 AO SE VER ABANDONADA, CORTOU O PINTO  AMADO BEM RENTE –

Mulher de 30 anos cortou o pênis do namorado, de 21, ao saber que seria abandonada. A tragédia aconteceu na China, em Xangai. A mulher, de nome Tu, namorava com a vitima contra a vontade dos pais do rapaz.


Ontem, ao encontrar Tu pela ultima vez, o rapaz chegou com uma passagem de ônibus apenas para ele (os dois iriam fugir). Diante disso, Tu convenceu o moço a ter relações com ela pela ultima vez. O rapaz aceitou.
No auge da transa, Tu pareci enlouquecerr o namorado, excitando-o ao extremo. Foi quando, sem que ele visse, pegou uma navalha e cortou o pinto bem rente ao corto, e fugiu. O rapaz chegou ao hospital com ajuda de um policial, que carregava nas mao o pedaço do pinto deceeptado, que não pode ser reimplntado. Por enuanto…

Dar continuidade ao elogiado trabalho de sua antecessora. Foi com essa promessa que Antônio Lourosa tomou posse, hoje à tarde, como novo presidente da Clin (Companhia de Limpeza de Niterói). Na sede da companhia, na presença do prefeito Rodrigo Neves, funcionários e secretários municipais, ele assumiu o cargo no lugar de Claudia Neves Saraiva, presidente desde 2013, que deixou o cargo para assumir a Subsecretaria de Infraestrutura e Logística da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (Seconser).

Durante a cerimônia, o prefeito Rodrigo Neves destacou o sucesso da gestão da ex-presidente.

“A Clin é  órgão fundamental para a cidade. O serviço que temos prestado à população nestes três últimos anos nem se compara ao que era feito quando assumimos. A Clin soube, através dessa equipe, detectar e fazer o zoneamento da cidade para realizações concretas e assim continuaremos. Com gestão trabalhando pela cidade. O importante é prestar um bom serviço à população”, disse, o prefeito pedindo à nova administração da CLIN muito afinco e zelo pela cidade.

O novo gestor, que ocupava a Superintendência da CLIN desde 2013, destacou o desafio de assumir a presidência e se comprometeu a investir nas ações de conscientização da população.

 “Dirigir uma empresa do tamanho da CLIN é um grande desafio. Vamos continuar esse trabalho que está sendo feito na cidade. Também vamos focar na educação ambiental, pois está na hora de todos entenderem que são responsáveis pelos resíduos que produzem. O lixo tem que ser descartado de maneira correta. Com isso, se reduz grande parte dos problemas gerados pelo lixo, como a proliferação de vetores, riscos de enchentes e muitos outros.”

Participaram também da solenidade de posse toda a diretoria da CLIN, a secretária de Conservação e Serviços Públicos, Dayse Monassa, a secretária de Planejamento, Modernização de Gestão e Controle, Giovanna Victer, e o coronel Alexandre Cony.


golfinhoO Corpo de Bombeiros da Região Oceânica de Niterói (4º GMAR) vai promover de 18 a 29 deste mês na Praia de Piratininga mais uma edição do projeto de férias Golfinho. As atividades começarão sempre na parte da manhã, no Praião. Além de Piratininga, também receberão o Projeto Golfinho as praias de Icaraí e Itaipuaçu.
Participam do Botinho crianças e jovens, entre 7 e 17 anos, divididas em três turmas: Golfinho, de 7 a 11 anos, Moby Dick, de 11 a 14 anos, e Tubarão, de 15 a 17 anos. Durante três semanas, de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h, eles praticam as atividades rotineiras do projeto, aplicadas e supervisionadas por guarda-vidas do Corpo de Bombeiros. As inscrições já foram encerradas.

RODRIGO NEVES TROPEÇA NAS MENTIRAS QUE MANDOU PUBLICAR. O ano acabou e nada aconteceu

mentira

tunel no papel
Vou morrer questionando a utilidade do tunel Charitas-Cafubá, a obra que liga o nada a lugar nenhum, tecnicamente. Aquele que o Prefeito do PT, Rodrigo Neves, se orgulha de ter “tirado do papel”, de onde não deveria ter sa´do por servir apenas às conveniências de quem mora na Zona Sul de Niterói e partes de Piratininga e Camboinhas. Vejam bem:
Quem mora no Fonseca, Barreto, Engenhoca, Cubango, Santa Rosa, Vital Brasil, precisa desse tunel pra vir à Região Oceânica? Claro que não, há ouros acessos, por Ititioca, Garganta, Caramujo ou Cachoeira.
Que dizer de quem mora no Largo da Batalha, Sapê, Maceió, Pendotiba, Rio do Ouro, Maria Paula e bairros daquela região? Não tem a menornecessidade de utilizar o tunel Charitas Cafubá.
O dito cujo tunel, pelo qual todos vamos pagar, pois Rodrigo Neves rasgou o contrato que previa a cobrança de pedágio e sem custo para a cidade, tem um beneficiário específico e direto: a CCR Barcas e as empresas de ônibus que vão operar o BRT que já está estreitando nossa principal via, a Estrada Francisco da Cruz Nunes, já saturada com o trânsito pesado e agora vampirizada pelas pistas do BRT.
Vão pegar os trabalhadores da Região e levar para pagar uma passagem de barcas que tem um preço absurdo, de R$ 15,00, três vees mais do que o da ligação Praça Araribóia-Praça 15.
Ao invés de beneficiar o povo, levando o BRT para o Centro, Rodrigo Neves optou pela estação de Charitas, para arrancar o couro dos pobres. É claro que para os ricos será uma mao na roda, uma delícia. Será o BRT da discriminação, não frequentado por pobres, se bem que até os pobre da região estão numa posição mais confortável que os da Zona Norte. São pobres-ricos em comparação com os miseráveis de outros bairros da Região Metropolitana.
Só espero que Rodrigo Neves perca a eleição e o seu sucessor faça justiça ao povo, instituindo a cobrança de pedágio para fazer face ai bilionário custo desse delirio faraônico. Que a CCR e os que preferem as barcas mais caras arquem com os custos…