Archives for category: Alerj

Delegado Rayol vai ajudar a derrotar Rodrigo Neves. Como no combate ao crime, quer por fim à farsa do governo do PT


Por Paulo Freitas – O delegado federal Antonio Rayol, do PSDB,vai abrir
mão de sua candidatura a Prefeito de Niterói e  será indicado pelo partido para vice-prefeito na chapa de Felipe Peixoto (PSB). Essa possibilidade foi admitida pelo ex-deputado Silvio Lessa, presidente do PSDB em Niterói e articulador da pré-campanha de Rayol.
– É uma tendência – foi udo o que disse o líder do PSDB na Câmara Municipal, vereador Bruno Lssa, filho de Silvio, sem negar nem confirmar. Nos últimos dias, todos tem se reunido e alinhava os rumos ue deve tomar a coligação e traçando projetos para uma eventual vitória no primeiro turno, com ênfase na segurança pública, saúde e educação.
Rayol é um policial de elite que chegou aos maiores níveeis na Policia Federal. Caberá a ele desenvolver a política de segurança pública para a cidade de modo a frear a violência que aumentou no governo de Rodrigo Neves. Sobre a composição com o PSB de Romário e Felipe, Silvio Lessa já havia se manifestado em entrevista ao repórter Andeson Madeira:
– Precisamos nos unir já para vencer o petismo em Niterói. Felipe e Rayol representam a nova politica, tem novos horizontes e tem os mesmos ideais de honra e dignidade. Natural que acabassem  se juntando em pról  do melhor para a cidade – anunciou Silvio Lessa em matéria do diário “A Tribuna”, de Niterói.
No contexto da aliança, o delegado Antonio Rayol irá comandar toda politica de segurança pública de um eventual governo de Felipe Peixoto. Ele obteve a certeza de irrestrito apoio às propostas que vinha defendendo, como a do aniquilamento do tráfico de drogas via o combate à dependência e formação centros de acolhida de viciados.

CENTROS DE RECUPERAÇÃO

Como não existem centros públicos para recuperação de drogados, a idéia de Rayol é criar vários deles Onde houver necessidade, onde o tráfico se mostrar soberano, a prefeitura vai atuar, tirando dependentes do vicio e impedindo que outros entrem.
A maior parte dos crimes praticados n cidade está relacionada com o tráfico de drogas. Rayol propõe que a Prefeitura e outros órgãos trabalhem na assistencia aos viciados e desenvolvam programas de erradicação da dependência química na cidade. Só desse modo, sem consumidor, as drogas deixariam de represesentar o braço do crime na cidade.
Rayol deverá ser o super-secretário de Felipe, encarregado de implantar r todos os programas que havia elaborado para sua campanha, caso fosse concorrer pelo PSDB. Todos os compromissos assumidos na pré-campanha de Antonio Rayol serão cumpridos por ele mesmo.

Em recente publicação nas redes sociais, o Delegado Rayol denunciou  que existe um conluio entre traficantes e politicos de Niteói, associando o aumento da violência na cidade à promiscuidade entre o crime organizado e agentes políticos.

Anúncios

SUPLENTE TEM QUE TER PELO MENOS 10% DE VOTOS DO QUOCIENTE ELEITORAL

Os candidatos a vereador em Niterói para se eleger precisam obter no minimo 1 mil 300 votos e a soma dos votos do partido ou coligação beirar os 13 mil, que deve ser   o quociente eleitoral. . Ainda que um partido ou coligação tenha direito a eleger vereador por alcançar o quociente, se na chapa só tiver candidatos de 1 mil 200 votos para baixo, ninguém será eleito.
A novidade está preocupando os partidos nanicos, que julgavam fazer vereador com poucos votos. Da mesma forma partidos com puxadores de votos. Somente será considerado suplente quem obtiver 10% dos votos do quociente eleitoral, que oscilará em torno d 13 mil votos em Niterói.
Partidos nanicos, pelo qual concorram candidatos que nas ultimas eleições obtiveram menos de 1 mil 300 votos, se repetirem a votação, ainda que alcancem quociente eleitoral pra eleger dois vereadores, não farão nenhum. Somente um canddato que obtiver pelo menos 10% do total de votos do quociente eleitoral. Pela nova regra, ainda que o partido ou coligação tenha direito a uma cadeira esta somente será ocupada por tem tiver o numero mínimo de votos.
Uma liminar foi concedida no STF, pelo Ministro Dias Toffili (foto acima, à direit) em ação proposta elo Procurador Rodrigo (foto à esquerda) Janot contra a nova sistemática, na verdade uma cláusula de barreira que vis impedir que puxadores de votos possam eleger parlamentares com poucos votos, como correu com Enéas (Prona), Tiririca e oCelso Russomano todos em São Paulo, ou Jair Bolsonaro e Clarissa Garotinho, que tiveram votos para eleger pelo menos mais dois deputados federais.

Ex-Ministro foi o primeiro a desembarcar do Governo 

moreira

Moreira Franco abriu caminho para afastamento de Dilma

O ex-Governador Moreira Franco (PMDB/RJ), em entrevista ao jornal EXPRESSÃO OCEÂNICA eenca as razões para que a Presidente Dilma Rousseff seja afastada da Presidencia da Republica. Ele foi o representante do PMDB na campanha Dilma-Temer e ex-ministro da Aviação no governo do PT e o primeiro a discordar dos métodos de Dilma, Lua e do PT e  entregou o cargo.

Há quem assegure que Moreira Franco sera o politico de maior influencia num eventual governo de Michel Temer. Cnheça o pensamento deste líder fluminense:

Por que ser a favor ou contra o impeachment da presidente Dilma?

O primeiro grande problema do Brasil é a economia; o segundo é a economia; e o terceiro é a economia. As pessoas estão perdendo o emprego, perdendo conquistas sociais obtidas nos últimos anos. A inflação cresce, o governo continua com a gastança desenfreadas comprometendo as contas publicas. Todos os setores da economia brasileira estão desorganizados. O estado do Rio de Janeiro a questão da Lava Jato, a roubalheira na Petrobras fizeram com que toda a cadeia de óleo e gás fosse comprometida gerando desemprego em cidades como Itaboraí, Macaé e no próprio município de Campo. Em outros estados do Brasil a mesma coisa: as contas dos estados foram prejudicadas, ou seja, a economia brasileira está em um estado de falência total, os municípios quebrados, estados quebrados e a união atrasando, inclusive, está cortando os programas sociais que garantem a vida, a sobrevivência de milhões de brasileiros por falta de recursos financeiros. Nessas circunstâncias não há outro caminho a não ser ter uma visão com uma avaliação rigorosa dos erros cometidos pelo governo também quanto ao desrespeito a responsabilidade fiscal. Quando o governo resolveu gastar demais, e comprometeu os bancos públicos como fez mascarando as contas públicas, adiou o problema para continuar fazendo a gastança e isso que gerou este quadro de desacerto econômico que nos vivemos. Hoje nós temos a Dilma contra o Brasil, o Brasil está nas ruas pedindo o impeachment da presidente.

Como a provação do relatório da Comissão do Impeachment por 38 a 27 votos pode influenciar a votação no Plenário da Câmara dos Deputados?

Uma vitória, uma vitória em uma Comissão que foi dita pelo governo como dela, montada por ela, com regras que foram avaliadas pelo governo capazes de beneficiar o governo, eles sempre viram ali um fórum para afirmar a vitória e saíram perdidos, derrotados e para que se ali na Comissão a posição favorável ao impeachment obtivesse dois terços dos integrantes faltavam só quatro votos. Foi uma grande derrota ao governo.

O senhor acredita que o mesmo fenômeno que houve na época das votações Diretas Já, em que as ausências comprometeram a aprovação da Emenda Constitucional, pode ocorrer dessa vez e prejudicar a votação?

O governo vai jogar todas as forças como está jogando e, evidentemente, a oposição, brasileiros, sobretudo cidadãos brasileiros, eleitores brasileiros vai estar atento ao seu deputado.

E em relação ao Senado, o senhor enxerga que o impeachment passa por lá apesar do presidente Renan Calheiros ser um aliado da Dilma?

Acho que sim, acho que o Senado, passando na Câmara, não vai barrar.

E se a Dilma ficar, como é que ela vai governar diante de uma base parlamentar pequena e ao mesmo tempo tantos brasileiros desempregados?

Acrescento mais: com nove pedidos de impeachment para ser decididos na Câmara dos Deputados e uma determinação do Supremo Tribunal Federal que o presidente da Câmara é obrigado a colocar os pedidos de impeachment em pauta e formar as comissões. Nós vamos ficar esse tempo todo a cuidar, a ver a Câmara discutindo impeachment da presidente Dilma.

E em um eventual governo Temer, como enfrentar a oposição do PT e dos movimentos sociais?

Ainda não existe governo Temer, então prefiro trabalhar com fatos e não com hipótese.

E em relação ao TSE, que ainda pode caçar a chapa Dilma-Temer, pode gerar ainda consequências… O senhor avalia que esse processo deve ser julgado nos próximos meses?

Não sei quando vai ser julgado, mas agora do ponto de vista legal, a chapa não praticou ilícito. O ilícito praticado nas contas ou está em uma campanha ou está em outra companha ou pode estar até nas duas, mas uma não contamina a outra por consequência. O crime que se procura é por origem de dinheiro decorrente a corrupção, ou seja, lavagem de dinheiro com doação formal. A equipe financeira da campanha do presidente é diferente da equipe financeira da campanha do vice presidente. As contas são prestadas autonomamente, eventualmente vai ter uma avaliação para ver se teve recursos de origem ilícitas da campanha da presidente foi repassada para a do vice, as informações que temos aqui, não houve. As doações dadas ao tesoureiro da campanha do vice presidente foram doações absolutamente legais.

Na América do Sul tem acontecidos fenômenos em que a esquerda tem perdido espaço. Isso é o que tem gerado o fim do “lulupetismo” no Brasil?

Não, eu acho que é um problema local, decorrente de uma realidade local, de uma crise econômica, que foi provocados por uma crise de erros internos num ambiente esterno hostil. Mas os erros foram cometidos aqui são problemas que o governo criou e o governo não está conseguindo resolver. O povo viu que o governo praticou atentado a determinadas regras legais, além de uma gestão temerária e muito fraca na economia.

chico alencar

Chico Alencar (E) vem apoiar Serafini (D) em Niterói

Candidatos a Prefeito apostam em apoio externo.

Nas eleições para Prefeito de Niterói, haverá uma disputa externa de votos. Politicos bem votados em Niterói articulam-se para apoiar seus afilhados.

Jair Bolsonaro (PP-RJ) é visto no plenário do Senado

Deputado Jair Bolsonaro vai apoiar o xerife Antonio Rayol, do PSDB

Vão se confrontar o deputado Jair Bosonaro (apoiando o delegado federal Antonio Rayol), o Senador Romário (com Felipe Peixoto) o dputado Chico Alencar (cm Flávio Serafini) e Jorge Roberto Silveira, que tende apoiar Rodrigo Neves.

romario

Romário não precisa treinar e vai jogar o tempo todo a favor de Felipe Peixoto

Bolsonaro e Romário foram osmais votados na cidade. Chico Alencar teve mais votos que Serafini e Jorge Roberto é o xodó da cidade. JR é bom de voto, mas em matéria de transferênia é um fracasso. Sua ultima “disputa” foi com João Sampaio, que perdeu para Godofredo e Moreira Franco.

jorge roerto

Jorge Roberto, mais experiente, vai emprestar seu apoio a Rodrigo Neves

Jaair Bolsonaro, sim, é um transferidor de votos. Tanto que elegeu os filhos, um para vereador no Rio e outro deputado na Alerj. Sem contar que sozinho obteve votos para eleger outros três deputados federais.
O baixinho Romário já mandou avisar: não quer saber de treino, só vai “entrar em campo” na hora que o jogo começar de verdade. Ele percorrerá o Estado pedindo votos para os candidatos do PSB.

DOBRADINHA TEM DNA DO PT, ONDE COMEÇARAM  VIDA POLITICA

tania]

Deputada Tânia Rodrigues tem o DNA do PT também

A deputada estadual Tânia Rodrigues, do PDT, será indicada para o cargo de vice-prefeita na chapa de Rodrigo Neves. Esta vai ser a escolha de Jorge Roberto Silveira, chefe do partido em Niterói. Volta a ser editada uma aliança PT-PDT que outrora foi costurada por Jorge e Rodrigo no, ano 2000, só gora englobada por  mais de uma dezena de partidos. Com a composição, Rodrigo Neves espera vencer no primeiro turno e liquidar a fatura.

A indicação de Tania desagradaria o Deputado Comte Bittencourt, do PPS, um esforçado aliado de Jorge Roberto Silveira, que estava de olho na vaga. Caso Comte manifeste contrariedade, tudo pode mudar. Nesse caso, Jorge Roberto sairia candidato a prefeito tendo Comte como vice, hipótese que apavora o prefeito Rodrigo Neves, que trabalha e torce para que tudo acabe bem. A se confirmar o projeto de Rodrigo Neves sir em 2018 para concorrer a governador, Tânia ser´prefeita.

Não demorou muito para que o PDT tornasse Felipe Peixoto página virada no partido. Ontem mesmo já se cogitavam nomes do PDT para cargos na administração municipal e o aproveitamento de militantes em cargos em comissão. No entanto era visível o descontentamento de alguns, em especial da ala de militantes ligados ao ex-prefeito João Sampaio, de quem Felipe mais se aproximou.

Jorge Roberto Silveira deve promover uma reunião com as bases e acomodar a vida de todos. Como sempre fez.

 

 

Presideente do Solidariedade não diz que sim, mas também não nega

Paulo Bagueira está bem nas pesquisas

Paulo Bagueira está bem nas pesquisas

O jornal EXPRESSÃO OCEÂNICA qu circula na próxima semana publicará reportagem dando conta de que o vereador e presidente da Câmara Municipal de Niterói, Paulo Bagueira, poderá ser lançado candidato a prefeito da cidade. Conta a seu favor pesquisa de opinião indicando que é grande a rejeição ao nome do prefeito Rodrgo Neves e ao Partido dos Traalhadores..
O primeiro sinal de insatisfação da base ccom o prefeito já foi dado: a pauta da Camara está trancada, não se vota nenhuma matéria de interesse do preeito. Quem tira proveito da situação é o vereador de oposição Bruno Lessa, que aroveita para encher a pauta com “Requerimentos-Bomba”.O ambiene é profícuo para emplacar proposições que obriguem o prefeito a prestar esclarecimentos sobre asuntos ocultos sigilosos, ocultos do público.

BAGUEIRA DESCONVERSA
Paulo Bagueira não confirma nem nega, disse apenas que está “na bae de aoio ao governo, no momento preocupado em montar a nominata de candidatos proporcionais. Coo presidente do Solidariedade de Niterói é essa a minha preocupação no momento”, informou por intermédio de sua assessoria.Reparem que sequer o nome de Rodrigo Neves parece no texto. Bagueira fa referência apenas ao governo.
Mas a pressão é grande, Insatisfeita, a base está disposta caminhar com Bagueira. Tanto que apóia integralmene o trancaento da pauta.
Para o líder do governo, vereador Gallo, “trata-se de uma especulação sem pé nem cabeça, rebedia de momento. Logo, logo tudo se ajeita, a base estará unida em torno de Rodrigo. Mas se você quer sber (o repórter), PBagueira é um nome ue honra e dignifica a cidade e possui todas as credenciais para ser prefeito. Mas agora é hora de da a Rodrigo condições de acabar a obra qu começou”.

Deputado mensaeiro pode ter fugigo para o Caribe com a amante
Um morto muito vivo. O deputado mensaleiro, que também passeou pela Petrobrás, amealhando milhões de reais pode estar vivo, depois que seu suposto corpo baixou à sepultura há cinco anos. Até a viúva engrossou o coro dos acham que José Janene está vivo e curtindo a vida a doidado.

Um morto muito vivo (foto da internet)

Um morto muito vivo (foto da internet)

Uma vez morto e enterrado, ficou com toda culpa do mensalação e agora do Lavajato do PP.
Janene morreu do coração e o corpo mantido em caixão lacrado, mas ninguém viu o corpo, muito menos a viúva, que agora despertou suspeita também.
A CPI quer exumar o corpo (se é que ele existe) e fazer um exame de DNA para saber se Janene está ardeno no inverno ou num paraiso da América Central.

DEPUTADA NÃO TEVE PRESTIGIO PARA ELEGER O FILHO VEREADOR E XINGOU ELEITORES. PREFERE NEW YORK

– Mesmo reconhecendo qie as pessoas passaram a lhe odiar na cidade do Rio, a decadente Deputada Cidinha Campos (PDT) quer se aventurar a ser candidata a vice-governadora na chapa de Pezão (PMDB) ao governo do Estado do Rio de Janeiro.

Cidinha e o filho que não se elegeu, agora ser ser vice.

Cidinha e o filho que não se elegeu, agora ser ser vice.

Em que pese dizer que não gosta de campanha e prefere descansar em New York/USA, Cidinha tem feito caminho fundo junto às bases da futura coligação para impedir que o candidato predileto, o deputado Felipe Peixoto tenha seu nome homologado em convenção.

Cidinha sequer teve prestígio político para eleger o filho Ricardo Campos a vereador do Rio utilizando o mesmo número dela quando ela concorre à Alerj.

Fez pior, foi para a TV Alerj xingar  os eleitores de mentirosos só porque o filho dela não conseguiu se eleger. Não respeitou a meia-dúzia de gatos pingados que votaram no rapaz . Esse comportamento, fatalmente será lembrado em campanha e a ingratidão de Cidinha, deixando de agradecer aos eleitores votaram no seu filho poderá lhe custar a reeleição ou causar graves danos à candidatura de Pezão.

Ao invés de matar um leão por dia para reverter a tendência mostrada nas pesquisas, terá que matar uma alcatéia por segundo.

O nome de Cidinha é mais pesado que a Serra de Carajás.

Contra ela pesam também acusações de se meter na seara alheia, fazer cortesia com chapéu alheio, como quando levou o Procon a investigar empresas de ônibus, fechar restaurantes e outras de competência de outros órgãos.

O deputado Felipe Peixoto, que tem a preferência do PDT e PMDB, não possui  histórico tão negativo….

Melhor Cidinha dar um pulo em New York, passear na Broadway , Central  Park,Museus etc e deixar os morros, favelas, malandros e caipiras para quem tem disposiçao. Abaixo  a reprodução de parte do discurso em que a deputada xinha os eleitores:

O passaralho que aterrizou na redação do Globo concedeu a algumas de suas vítimas um beneficio na base do “ou dá ou desce”. Antes, os decepadores de cabeça que comandavam o cacetão-voador adotaram uma técnica criada por FHC para se livrar de quem dedicou parte de sua vida a aumentar o patrimônio dos bilionários Marinhos: a demissão voluntária.

Há tempo que o Cacetão-Voador faz carnificina nas redações do Infoglobo.

Há tempo que o Cacetão-Voador dá voos rasantes  nas redações do Infoglobo.

Esse feitiço, tão a gosto da editoria de economia do jornal (quem diria!), acabou virando contra eles mesmos, agora, anos depois. A editoria foi a mais afetada e se não fosse tripudiar em cima da desgraça alheia, eu diria que talvez agora percebam quanta sacanagem há nessa proposta que outrora julgaram tão atraente.
Como a lei de aposentadoria está mudando sempre, o Globo despejou à própria sorte dezenas de profissionais que dificilmente serão aproveitados pelo mercado cada vez mais restrito e até monopolizado pela família Marinho.
Os sobreviventes desse ataque sabem que cedo ou tarde sua vez vai chegar, pois o Passaralho é incansável e abastecido pela ambição e cobiça, ingredientes que transbordam nas chefias das organizações Globo.
Resta aos humilhados a desculpa de que pediram para sair. Deixo de citar aqui alguns detalhes das negociações, pois a fonte poderia ser facilmente identficada, de vez que os “pedidos de demissão” voluntária tiveram diferentes tratamentos.
Tentei falar com a presidente do Sindicato dos Jornalistas, Paulinha Mairan, mas o celular que eu tenho dela (final 6211) está fora de operação. O do sindicato, 39062450, não atende. Nem no gabinete do Vereador do Psol, Henrique Vieira, ela trabalha mais.

AMOR COM AMOR SE PAGA

Familia de Jorgee icciani (Centro) ladeado pelos deputados Rafael e Felipe

Familia de Jorgee icciani (Centro) ladeado pelos deputados Rafael e Felipe

O vereador  Beto da Pipa (Roberto Jales) não esta indeciso sobre quem apoiar nas eleições  deste ano: vai acompanhar a família Picciani, de Jorge (presidente da Alerj, Rafael e Felipe, que disputam a reeleição para estadual e federal.

beto– Quando precisei de ajuda, quem me socorreu foi a família Picciani. Natural que agora eu me esforce pela eleição deles, que são deputados de valor. Vou juntar o útil ao agradável. Demonstrar lealdade e apoiar uma família de políticos que só pensa no bem do nosso estado – assegurou Beto foto acima).