Archives for posts with tag: Jorge Roberto Silveira

 

 

MAOS LIMPAS

Jorge e Rodrigo (Centro) felizes da vidacom a nova aliança foto da internet

Casamento chegou com mais de 10 anos de atraso

Será hoje que o prefeito Rodrigo Neves vai morder a própria língua e engolir tudo o que maldisse acerca de Jorge Roberto Silveira. Foi pisando em Jorge, culpando-o por tragédias climáticas que custaram centenas de vidas, que Rodrigo Neves se elegeu prefeito da cidade. Agora, terá uma grande oportunidade ede explicar a aos niteroienses que mentiu.  Poderá fazer justiça àquele que tanto destratou, exaltando as qualidades ue nem suas mentiras em 2012 empanaram.
O espetáculo programado para esta noite na sede do PDT promete um Jorge Roberto aliviado. De outro, Rodrigo Neves tendo que explicar por que falou tão mal de Jorge e seus auxiliares, antes, durante e depois que tomou posse no cargo.

Eu espero que Rodrigo Neves peça desculpas pelas acusações infundadas que fez de Jorge Roberto. Mas algo me diz que o cinismo não deixará. Ainda que Jorge Roberto tenha relevado, passado uma borracha no lodaçal em que Rodrigo Neves o atirou, a decência está a exigir que Rodrigo Neves peça desculpas.

Anúncios

CONFIRMADO: PREFEITO SAI DO PT PELOS FUNDOS

rodrigo e pv

REPRODUÇÃO da Internet, Rodrigo e a cúpula do PV

Conforme informamos (leia aqui) há meses, o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, abandonou o PT para se filiar ao Parido Verde, na tentativa de se afastar da legenda de maior rejeição na cidade. A saída foi ccomunicada em sua página no Twitter. A rigor não muda nada, pois apesar de abandono, o Partido dos Trabalhadores não abandonará Rodrigo Neves. Vai integrar a portentosa coligação (chamada de Pacto) que inclui ainda o PDT, PMDB,PCdoB, PPS e partidos nanicos. Rodrigo conseguiu fazer o ex-governador Anthony Garotinho, presidente regional do PR, retirar a candidatura de Wolney Trindade temem apoiá-lo. Será um rolo compressor.

Apesar de Rodrigo Neves dizer no Twittr que o PV não tem recursos, sua coligação será composta por partidos com grande peso financeiro, como PT e PMDB, o que lhe permitirá ter maior volume de recursos o fundo partidário, único meio de financiamento das campanhas.

Rodrigo chegou a cogitar ir para o PDT, mas fez opção pelo PV. O PDT, pelo acordo, deverá indicar a deputada Tania Rodrigues para vice.

 

OPINIÃO

Rodrigo Neves saiu vitorioso na guerra de partidos. Mas fez um estrago no PDT tão grande que fortaleceu Felipe Peixoto, vitimado nesse processo, de vez que estava em campanha para vencer Rodrigo as eleições. Perdeu antes, par não dizer que morreu na praia.

A reengenharia política de Rodrigo só foi possível graças à ajuda de Jorge Roberto Silveira, dono do PDT. Aliás, esse foi o segundo erro fieipino em relação a Jorge O primeiro foi nas eleições de 2012, quando preteriu o seu apoio. A outro ao assumir a Executiva do partido e se distanciar de Jorge, que ficou facinho, facinho para Rodrigo Neves.

Esse troca-troca, vai-e-vem, acabará favorecendo os candidatos de oposição, que assistem de camarote o sucedido, como José Seba, Antônio Rayol e Flávio Serafini. Todos juntando munição para disparar contra Rodrigo e aliados. E não faltarão argumentos.

“Pacifica” o PDT é fácil. Não haverá quem não brigue por generosos cargos na admitirão do agra verde Rodrigo Neves.

 

 

Sem provas da existência de contas e nem desvio de dinheiro, CPI   comandada pelo Psol só faz lembrar que Paulo Eduardo é uma versão 2015 de Antonio Conselheiro

Psol deu provas de que é uma temeridade confiar nos seus representantes na Câmara de Niterói. A CPI, criada para investigar a existencia de contas do ex-Prefeito Jorge Robrto Silveira e do supersecretário Zeca Mocarzel, presidida por Paulo Eduardo, por pouco não leva o lagislativo municipal a pagar um mico incrível. Ao não conseguir provar e existencia das contas e muito nemnos e recursos publicos as basteceram, Paulo Eduardo quis induzir os demais membros da CPI a tomare outro rumo e investigar fato indeterminado e não previsto no ducumento de criação da CPI.

Paulo Eduardo, presidente  da CPI

Paulo Eduardo, presidente da CPI

– Essa CPI não é para investigar as contas de Joge e Mocarzel no HSBC da Suiça – repetiu Paulo Eduardo. Foi o baastante para que o Líder do Governo, Vereador Gallo, reagir.” Como não?”, estranhou Gallo. Instalou-se um bae-boca entre Paulo Eduardo e Gallo.
INQÉRITO DO INQUÉRITO
A CI estava ouvindo o Promotor Rubem Viana, deois de ttentar o sem sucesso ouvir o repórter de O Globo que noticiou o fato. Insana intenção, que revela o falta de preparo do veredor do Pol. Quando uma noticia é publicada, ela ertence ao jornal que a veicula e assim assuma todas as responsabilidades quanto à veracidade do que o repórter escreveu. Repórter não tem obrigação de depos em CPI alguma.
Tendo em vista que o Miistério Público Criminal de Niteói não encontrou provas da existencia das contas qunto mais sobre o dinheiro que as abasteciam, na qualidade de presidente, Paulo Eduardo, passou a tratar de outros assuntos que não eram objeto de nvestigação da comissão, como os contratos com empresas fornecedoras de mão de obra para a Pefeitura. Ao dar dealhes do inquérito aberto pelo MP, Viana assegurou que já havia doumentos e relatos de que, a partir de 2007, instalou-se na Prefeitura uma máquina de corrupção colossal., inclusive com a quebra do sigilo bancário, telefonico e fiscal dos envolvidos.
Depois do promotor criminal asseguar que seria uma leviandade afirmar que existiam as contas e muito menos dinheiro, Paulo Eduardo quis apurr o que já estava sendo apurado pelo MP. Um desperdício, na opiião de Gallo, uma falta de respeito com o trabalho do Ministério, que tem pessoal mais gabaritado e com mais prerrogtivas do que qualquer vereado.
“Inquérito do inquérito não vale. Pedir cópias ao MP pra no final a CPI remeter ao prório Miistério Público, não está dirito. Há meses, o vereador Bruno Less propos a CPI tendo por base entrevista que o prootor concedeu ao Globo sobre inquérito criinal em andamento. Se o MP estava apurando, não havia sentido a Câmara criar a CPI para fazer o mesmo” disse Gallo.
Sem falar na tremenda falta de respeito a Buno Lea, que se curvou aos argumentos na época em que retirou o pedido de CI, após uma audiência a que o mesmo Rubens Viana esteve presente e antecipou detalhes do inquérito.
Paulo Eduardo partiu para o “hadouken”: diante da impossibilidde de seguir em frente quis transformar uma CPI criada para apurar as contas do HSBC de 1991 a 2003 em inquerito do inquérito que o MP está apurando a conttar de 2007. Há quase um ano investigando (mais do triplo do prazo da CPI), nem assim o MP, com todo aparelhamento, apresentou denuncia contra os acsados.
Tal e qual um Antonio Conselheiro, Paulo Edduardo quis medir forças, colocou o assunto em votação e foi derotado. Se acaso fizesse outros movimentos, haveria de ser derrotado. E parou por ali.
Ficou evidente que a pretensão não era apurar nada e sim desperiçar dinheiro públco, da Câmara, para um movimentto eleitoreiro com intenção de prejudicar candidaturas e os beneficiar a bancada do Psol perante a opinião pública.

Com qualquer resultado, Felipe só tem a ganhar: conheça as hipóteses

Onde vai a corda,  vai a caçamba. Alguém ai tem mais duvidas?

Onde vai a corda, vai a caçamba. Alguém ai tem mais duvidas?

 

Vice de Pezão parece ser  a melhor alternativa para o  deputado do PDT Felipe Peixoto nas eleições de outubro.

Ainda que seja montado um chapão para a Câmara a Federal com o PMDB, PDT,  PP, PSD e PSC, Felipe teria que quebrar o recorde mundial do 100m rasos, posto que a disputa é com outros recordistas, em campanha  há mais tempo.

Apesar denPezão não estar bem nas pesquisas, não será difícil  desvincular sua imagem de Sérgio Cabral, que deixa o cargo depois do carnaval. Pezão é um tocador de obras, tudo que anseia o Interior do Estado, dominado por Anthony Garotinho.

Mal saído de uma campanha para Prefeito de Niterói feita em quatro meses, Felipe –apesar do sucesso, perdendo por poucos votos,-  contraiu muitas dívidas e as vem pagando em suaves prestações. Entrar numa eleição descapitalizado e  dependendo só dele é um risco desnecessário.

Pezão e Felipe Peixoto, sempre juntos

Pezão e Felipe Peixoto, sempre juntos

Além do mais, a eleição terá dois turnos. A se confirmar o que indicam as pesquisas, no segundo turno os eleitores de Felipe e Pezão serão o fiel da balança. Esse apoio poderia significar a manutenção da Secretaria de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca, que vai muito bem, se fizer a escolha certa. Isso parece tranquilizar as bases de Felipe e dar-lhe um gás para começar a campanha pela retomada da Prefeitura pelo PDT, que vai ser um pega-pra-capar e talvez com a presença de Jorge Roberto Silveira, que já começa a deixar saudades. Em caso de derrota em 2014, a dobradinha PMDB e seus aliados seria reeditadaem 2016.

De certo modo isso explica o pânico que assolou o PT de Niterói depois que noticiamos aqui a preferência do PMDB por Felipe. Pavor, foram tomados de verdadeiro e irresistível  pavor…

Ser vice na chapa de Pezão não é só uma questão de inteligência, mas de sobrevivência. Vai que…

Felipe Peixoto discursando após a vitória (reprodução do blog)

Felipe Peixoto discursando após a vitória (reprodução do blog)

O deputado estadual Felipe Peixoto, derrotado nas eleições para a Prefeitura de Niterói, foi aclamado presidente do PDT, fechandfo o ciclo de transferência de todo legado político de Jorge Roberto Silveira para si.

Em seu blog, Felipe publicou uma nota sobre o fato, foi pródigo em humildade, não falando abertamente que é o herdeiro político de Jorge, o maior de todos os prefeitos que Niterói ja teve. Eis a íntegra do que está no blog de Felipe:

Quero fazer um agradecimento especial a todos que estiveram presentes na Convenção Municipal do PDT. Que participaram, votaram e prestigiaram mais um momento único e histórico do nosso partido.

Foram muitas as palavras de apoio que recebi dos presidentes e representantes do PDT de outros municípios que fizeram questão de comparecer ao nosso encontro. Assim como dos líderes dos movimentos partidários e dos inúmeros militantes.

Posso dizer, com orgulho, que o PDT faz parte da minha vida e da minha trajetória política que começou cedo quando, ainda criança, aos nove anos, fundei o Comitê Mirim na garagem de casa.

Pelo PDT fui eleito vereador, por três mandatos, e deputado estadual. E assim será na minha candidatura à Câmara Federal nas próximas eleições.

Nosso partido tem um histórico de grandes conquistas, grandes líderes e, sem dúvidas, com um futuro ainda mais promissor.

Com imensa felicidade, agora eleito novo presidente do PDT de Niterói, me comprometo a honrar mais este desafio que assumo. De presidir um partido que fez história na nossa cidade.

(Comentário extraído do Jornal  Folha Oceanica)

Estou tentando descobrir onde reside o caos que o PT tanto alardeia em sua campanha.

Vejo a Prefeitura tentando abrir a área do Mergulhão para o trânsito e o PT não deixando. Trata-se de uma grande obra para “quem não fez nada”, como apregoa o candidato Rodrigo Neves.

Museu do Cinema está pronto

Igualmente, vejo a duplicação da Estrada Francisco  da Cruz Nunes, até o Monam, obstada pela Justiça e parada no Cantagalo à espera de um elevado ou remoção de moradias ; a duplicação da Estrada de Maria Paula e a construção de baias para ônibus na Alameda; a mão-única na Roberto Silveira e os corredores expressos para ônibus.

A obra está quase concluída

Que dizer da Policlínica do Largo  da Batalha, que mais parece um hospital? Magnifica obra, assim como a complementação do Caminho Niemayer, a contenção de encostas, ampliação das redes de galerias pluviais para minimizar os efeitos das chuvas.

Onde está o caos?

Posto do Médico de Família do Alarico, uma criação de Jorge Rodrto

Os serviços públicos funcionam normalmente, a coleta delixo é diária e constante, o Centro da cidade está sendo revitalizado. Claro que há transtornos, mas não se faz omelete sem quebrar os ovos.  Os salários do funcionalismo estão em dia (na administração do PT, servidores ficaram dois meses sem salários e sem décimo-terceiro), escolas e creches funcionam, não  falta merenda e o Médico de Família foi ampliado.

Estrada da Liminar (Francisco da Cruz Nunes), a cada metro uma sdecisão da justiça mandava parar

E Rodrigo Neves insiste que a cidade está um caos. Ficou mal  acostumado de tanto assistir a  administrações portentosas de Jorge Roberto  Silveira. Dessa vez, doente, Jorge teve que trocar várias vezes a cadeira de prefeito pela cama de um hospital. Rodrigo então, sem nenhum respeito à criatura humana,  faz a reengenharia do caos movido  por desenfreada sede de poder. É uma ganância ilimitada, mesmo  que isso ultrapasse os limites do ridículo.

CANDIDATO DO MENSALÃO INIU-SE COM TRAIDOR; AGORA SÓ FALTA FECHAR COM O DIABO

ADVERTENCIA DE SÉRGIO ZVEITER – Rodrigo Neves é veneno e pode até matar.

O candidato a prefeito do PT, Rodrigo Neves, deve estar cortando um dobrado  para explicar esse casamento dele com Sérgio Zveiter.

Eleito pelo PDT graças a Jorge Roberto Silveira, Sérgio Zveiter mais parece um rato fugido de navio. Até setembro de 2011, data em que se desligou do PDT, Zveiter tinha JR como ídolo e único senhor. De repente, traiu quem o ajudou se eleger e tentou tirar o dele da reta, criticando ferozmente um governo onde teve participação efetiva, qual seja: nada fez.

Em sua fúria (gente, o niteroiense rejeita esse tipo de temperamento!), além de atirar em Felipe Peixoto, fez pior com Rodrigo Neves. Chamou-o de genérico de Godofredo Pinto (esqueceu de incluir Jorge, atrás do qual vivia implorando um tostão de atenção).

Ser genérico do Godofredo é pior do que ter a mãe na zona e a filha garota de programa. Genérico do Godofredo ofende e prejudica, pois Godofredo é tudo  de  ruim, ficou quase sete anos no poder e deixou uma baita dívida para seu sucesso pagar.

Que Rodrigo Neves era o Primeiro-Ministro daquela catástrofe que foi o governo do PT de Godofredo ninguém tem dúvida. Mas lembrar essa relação fez estrago na campanha petista. E lá se foi Zveiter xingando Rodrigo Neves.

Mas Rodrigo Neves é antes de tudo um sem-vergonha, começou a namorar Zveiter na reta final, quando todas  as pesquisas indicavam que o Psol havia ultrapassado o candidato do PSD. Até  pesquisas eleitorais foram manipuladas para dar moral a Sérgio Zveiter e prejudicar o Psol.

O flerte virou casamento, com compromisso e tudo. Zveiter quer o Cartório da Dívida Ativa, que Jorge negou, quer apoio para sua reeleição, quer secretarias e tudo mais, talvez ser o Imediato (Primeiro-Ministronão dá, pois  será o ex-prefeito Godofredo Pinto)  caso Rodrigo seja eleito.

Ex-prefeito do PT, Godofredo Pinto quer voltar ao poder como Primeiro-Ministro de Rodrigo Neves

Como explicar esse casamento espúrio à população, que de antemão rejeitou Sérgio Zveiter nas urnas?

Não tem explicação e há coerência nisso. Agora, a boca do canhão de Sérgio Zveiter, que começou apontada para Rodrigo, vai se virar contra Felipe. Os poucos que votaram em Sérgio não vão aceitar ser massa de manobra, objeto de barganha. Sabem que apenas Sérgio Zveiter sairá lucrando com essa aliança e os eleitores ficarão chupando dedo.

Não custa imaginar o destino que os eleitores de Sérgio Zveiter darão aos seus votos…

 Na verdade, pesquisa indica que Felipe Peixoto poderia estar na frente de Rodrigo Neves

Felipe está sendo vitima da mais vil e enganosa manipulçação de noticia sobre pesquisa eleitoral na história de Niterói

Mais uma vez, de modo tendencioso, o jornal O FLUMINENSE despreza a verdade e faz de tudo para colocar Rodrigo Neves em vantagem nas pesquisas de intenção de votos.

Neste domingo, O FLU deu uma lição de como não se faz jornalismo, do seu desprezo pela verdade e do quanto está comprometido com a campanha do PT. Nada contra os colegas que lá militam, ótimos profissionais, mas que decerto são obrigados a praticar um haraquiri moral,

O jornal despreza o fato de Felipe Peixoto ter saído de 0% de intenções para ficar rigorosamente empatado com Rodrigo Neves, que liderava as pesquisas até então.

O jornal publicou uma pesquisa muito estranha, encomendada por certa União Brasileira Beneficente do Servidor Público (nunca ouvi falar!!), que gastou R$ 28 mil, registrada no dia 10 de setembro.

Ora, qual o sentido de publicar hoje uma pesquisa tão velha, tão desatualizadas as coisas mudam todos os dias? Como desprezar o empate na pesquisa espontânea, de 27 a 25%?

É que Felipe Peixoto cresce meteoricamente, dia após dia, e a pesquisa revela um dado assustador para o PT e seus parceiros: num eventual segundo turno, os dois estão rigorosamente empatados também, considerando a margem de erro para mais ou para menos.

Segundo o jornal tentou esconder, Rodrigo teria 35% dos votos e Felipe 32. Como a margem de erro é de 4%, não há que se falar em vantagem de Rodrigo nem desprezar que Felipe poderia ter 36% e Rodrigo 31%, dentro da margem de erro… E pensar que em julho Rodrigo tinha quase 80% das intenções num segundo turno contra os demais candidatos. A queda é desanimadora, quanto mais a verdade aparece (Rodrigo nunca fez nada por Niterói, só a prejudicou), ele despenca.

O PDT tem informações de que Felipe está 6 pontos à frente de Rodrigo. As pesquisas encomendadas ao Ibope pelo PSD de Zveiter, revelam o crescimento vertiginoso de Felipe em apenas dois meses. Na  ultima, Felipe tem 9 pontos à frente de Rodrigo.

Esta semana, a TV Globo encomendou mais uma pesquisa ao Ibope, que ainda vai ser registrada sobre as eleições em Niterói e outros municípios.

Parece que estou ouvindo a mesma notícia de outras vezes, o apresentador anunciando: reviravolta em Niterói… tomara, pois não dá  para confiar em quem faz jornalismo de manipulação de pesquisa e faz de tudo para esconder a verdade.

Candidato é movido pelo ódio e preconceito contra seu ex-amigo –

O que Rodrigo Neves fez por Niterói. Enquanto vereador, qual a Lei de sua autoria que ajudou a cidade e seu povo? E na condição de deputado, qual é de sua autoria?

Claro que se houvesse, ele divulgaria, faria um estardalhaço. Só que não tem e apela para outros argumentos para enganar o eleitor: perseguir Felipe Peixoto, este sim um campeão de votos e proposições. Um trator para trabalhar.

Um homem de duas caras, Aqui Rodrigo é careca

mas aqui parece ter cabelo na testa

Conheço Rodrigo Neves, é um ótimo rapaz (como tantos mais), eu compraria uma bicicleta velha dele,  mas não lhe confiaria os destinos de Niterói. Não tem preparo nem bagagem para isso.  Em matéria de politica, Rodrigo ainda está no jardim de infância, natural que seja um destemperado feito macaco em loja de louça. Ainda tem muito que aprender.

Mas onde Rodrigo Neves erra numa campanha se pulou na frente?

No ódio, na falta de proposta, na falta de provar que decorridos tantos anos de mandato eletivo fez alguma coisa de boa para Niterói. Então, precisa esconder essa fraqueza, contar histórias, apelar para o pior dos preconceitos: macular uma pessoa porque teve câncer.

Para Rodrigo, só Lula e Dilma podem ter câncer; Jorge Roberto não. Porrada nele! Aproveita de uma fatalidade para tirar proveito eleitoral. Nisso Rodrigo Neves é bom, em bater nos combalidos. Ao invés de uma palavra amiga, um gesto de carinho a quem tanto lhe lhe deu a mão, porrada, toda porrada do mundo.

Essa cidade pode não estar contente com Jorge Roberto, mas jamais deixará de lhe ser grata, de agradecer por tudo que fez, de ter com ele um caso de amor.

Essa é a diferença, a palavra chave: AMOR.

Rodrigo não sabe amar nem respeitar a cidade. É movido pelo ódio a Jorge e Felipe. Está claro nas promessas que faz, nos abraços que dá nessa campanha milionária que inunda as ruas e praças sem a menor empatia.

Não há males que bem pra bem. O mal só produz o mal, ninguém que planta alface colhe banana. Irá colher exatamente o mal que plantou. Felipe Peixoto semeia o amor e essa campanha se desenhou como a luta do amor contra o ódio, do bem contra o mal. Está nas mãos do eleitor de Niterói fazer a sua opção. Se quer um governante com AMOR no coração votará em Felipe; Se quer ser governada por quem apela desde adota tantos atributos da maldade (intolerância, preconceito contra doente, desumanidade), que vote em Rodrigo Neves.

É uma questão de escolha!

CANDIDATO DO PT NADA FEZ POR NITERÓI

Rodrigo Neves já é um político de muitos mandatos. Enquanto vereador justificava-se o nada que fez pela cidade. Afinal, era da oposição, até o PT compor com Jorge Roberto e arrumar uma boquinha para Rodrigo ser Secretário de Ação Social, ficar mais próximo de Jorge Roberto e assim sedimentar sua pretensão de ser o vice-prefeito em 2000. Também nada fez como secretário municipal, a não ser aumentar a quantidade de passes-livres para ônibus, o suficiente para se eleger deputado estadual.

Rodrigo ri de que? Só pode ser de deboche

Nessa condição, não se tem registro de nenhuma obra, benfeitoria ou coisa assim que o deputado Rodrigo Neves fez pela cidade. Pior: ele se destaca justamente pela omissão, pelo que não fez, pegando carona no esforço alheio, como no caso da indústria naval, cujo soerguimento começou com Fernando Henrique, lá atrás,

O que Rodrigo Neves pode bater no peito e dizer: eu fiz? Nem o Liceu, onde se projetou, mereceu a atenção dele. Estão lá, alunos e professores desprezados por Rodrigo. Além de omisso o moço é ingrato, nada fazendo pelo Liceu Nilo Peçanha. Que dizer de quando o Governador decretou a extinção do Colégio da PM no Fonseca! A mesma  vista grossa

A omissão do deputado Rodrigo Neves tem efeito devastador. Mesmo tendo a pretensão de ser candidato a Prefeito de Niterói, assistiu de camarote (quiçá não estimulou?) ao Governador Sérgio Cabral se desfazer do patrimônio público de sua cidade. A desprezar a segurança pública. A começar pela Escola Superior de Polícia Militar, revelando que não tem a menor preocupação com a educação. Nada fez para impedir que aquele patrimônio cultural e arquitetônico fosse negociado a preço de banana pelo governador, deixando o ensino superior público de Niterói banguela.

Que se dane o Colégio da PM. Rodrigo nada fez

Como acreditar que Rodrigo Neves se preocupa com a educação? Teve a faca e o queijo na mão, era um braço do governador e  nada fez. Nadinha. Seu adversário mais direto, Felipe Peixoto, ocupou-se juntamente com o vereador Gallo de tentar impedir a venda, tornando a Escola Superior da PM e seus entornos patrimônio público de Niterói. Mas perderam, pois o prefeito era Godofredo e o deputado de  Godofredo era Rodrigo Neves.

Rodrigo era o Deputado de Godofredo, de triste memória

Veio a venda do Caio Martins. Depois da tentativa de transformar o Campo de São Bento em estacionamento, ninguém esperava que fosse aparecer uma proposta igualmente absurda e acachapante, mais ridícula do que fazer desaparecer o Caio Martins. E a briga foi grande, enorme. E onde estava Rodrigo Neves naquela hora de medo e pavor de uma cidade agredida com a violência e inusitado da proposta? Em qualquer lugar, menos na trincheira em defesa do Caio Martins. Não há registro da intervenção de Rodrigo em defesa da cidade.

Como alguém tão omisso assim pode ter a pretensão de se eleger prefeito da cidade?

Esta escola não existe ,mais graças à omissão de Rodrigo e Godofredo

Na questão das Barcas ficou patente o desprezo. Antes, uma passagem de ônibus equivalia a 10 passagens nas barcas, Hoje, o preço dobrou, as barcas estão mais caras que os ônibus e o serviço piorou. Enquanto se demorava 25 minutos numa travessia no barcão, hoje se leva quase uma hora, entre a travessia e a espera em pé, dentro e fora da estação.

Area onde foi a ESPM e seu entorno não existe nada

Pode-se até dizer que Rodrigo Neves é pai e mãe da degradação das Barcas, tal sua falta de interesse em agir. O tal bilhete único só dá direito a uma passagem por dia. O coitado do usuário, pensando estar pagando menos, nem percebe que foi gatunado na roleta ao ultrapassar o máximo permitido de uma só viagem.

Esses são alguns exemplos que precisam ser mostrados e sobre os quais o Sr. Rodrigo Neves deveria se explicar para a população de Niterói e dizer por que não fez nada. Outros serão mostrados nesse espaço como forma de alertar os eleitores para o risco que correm.

Estudantes, seus pais e professores foram pra rua impedir o fechamento da escola

Prefere, isso sim, levar o debate para comparações entre Lula e Jorge. Ora, Jorge Roberto veio levando porrada direito e Lula e Dilma enaltecidos. Jorge foi crucificado pela fatalidade das chuvas como se Niterói não ficasse no Brasil, no Estado do Rio e que estava a merecer a atenção tanto do presidente quanto do governador.

Por que sobrou apenas para Jorge Roberto?

Porque Rodrigo e outros mais não pretendiam ser presidente da República nem governador. Cobiçavam o cargo de prefeito e para tanto era preciso culpar Jorge. E culparam. Não tem propostas, tem um culpado para mostrar, esquecendo o passado glorioso de Jorge Roberto Silveira;

Eu não esqueci.

Niterói do brilho é de todos. Niterói da chuva, da lama, dos deslizamentos é só de Jorge? E os demais políticos, como Rodrigo Neves e Sérgio Zveiter, o que fizeram pela cidade para evitar a tragédia?

Nada, como sempre.